Patrícia Poeta confessa o que a tem ajudado em recuperação de cirurgia séria

Patrícia Poeta
Patrícia Poeta tem lido bastante nesse momento em repouso (Imagem: Reprodução / Globo)

Passando por um período delicado, Patrícia Poeta, que se recupera de uma cirurgia de emergência e de risco nas amídalas, revelou o que tem feito para enfrentar essa fase.

No Instagram, a jornalista postou uma foto com um livro e contou que a leitura tem sido uma grande aliada atualmente. “Nesses dias, em repouso, sem falar, uma das coisas que mais me fizeram bem e me ajudaram a enfrentar essa fase foi… ler”, iniciou.

“Esse livro aí de cima é o número 1 na lista do New York Times. ‘10% mais feliz’ é de Dan Harris, um dos conhecidos âncoras da rede de TV americana ABC. Nesse livro, ele se despe de todas as máscaras e aparência que não condizem com sua verdade. Expõe sua vida e suas fraquezas. Divide seus sentimentos e pensamentos mais cruéis do subconsciente. E depois disso, conta como conseguiu equilibrar a paz espiritual com os desafios da profissão e do meio onde trabalha”, completou.

“Leu todos os livros que eu já tinha lido, coincidentemente (” Mindfullness’ de Mark Williams e Danny Penman, ‘O poder do agora’ de Eckhart Tolle, e por aí vai…)
Com a ajuda deles e de seus autores, Dan vai atrás de respostas para as suas perguntas, na prática. Fala da importância de meditar, nem que por 5 minutos, todos os dias – uma prática de mais de 2500 anos”, contou a apresentadora.

Mostrando que realmente tem se dedicado ao assunto, Poeta finalizou: “Fala também sobre contemplar o momento presente, viver o agora pra valer….( coisas que sempre tento seguir). E, mais do que isso, fala sobre a ‘impermanência’ de tudo ao nosso redor: de termos a consciência de que as coisas boas e ruins não são pra sempre na vida da gente. E por isso, a necessidade de nos desapegarmos delas. A partir do momento que temos isso em mente, sabemos recomeçar do zero – com mais força. Faz todo sentido…”.

Para quem não sabe, há alguns dias Patrícia Poeta usou o Instagram para contar que a cirurgia que realizou nas amídalas foi bem grave. “Acordei com uma leve dor de garganta, na semana passada. Tudo parecia sob controle. Estava devidamente medicada, inclusive. Mas o problema é que, em poucas horas, aquela ‘pequena inflamação’, imperceptível a olho nu, já descia até quase a base do pescoço. Rosto? desfigurado. Um verdadeiro ‘nightmare‘”, desabafou.

Carol Bittencourt
Caroline Bittencourt é jornalista, pós-graduada em Comunicação e Design Digital. Atua como redatora e produtora de conteúdo para redes sociais.
Veja mais ›