Patrícia Poeta desabafa sobre a vida após cirurgia arriscada

Patrícia Poeta
Patrícia Poeta comoveu com seu relato nas redes sociais (Imagem: Reprodução / Instagram)

Patrícia Poeta abriu o coração ao falar sobre a fase delicada que enfrentou recentemente. Em entrevista à colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, a apresentadora comentou sobre a cirurgia de emergência que passou há um mês, após uma inflamação nas amígdalas.

A global, que chegou a correr risco de vida, segundo ela mesma revelou em suas redes sociais, contou como tem sido sua recuperação e o retorno ao trabalho:

“Eu diria que o retorno à vida normal e ao meu trabalho foi meu foco desde o primeiro momento do problema. Então, depois de dominada a situação e feita a cirurgia, bateu a ansiedade de sair do hospital e voltar a trabalhar. O Dr. Édio percebeu essa ansiedade e me fez entender que eu precisava ter paciência para que a recuperação se desse de forma segura, até porque o que tinha tido era algo bem sério”.

“Assim que voltei para casa, sem parte das medicações, comecei a sentir algumas limitações: dor, falta de ar e dificuldade para abrir a boca, comer e falar. E foi aí é que passei a contar com o trabalho de uma fisioterapeuta e da minha fonoaudióloga. Elas me ajudaram a recuperar e recolocar a voz, a melhorar a respiração, a drenar o rosto para que fosse aos poucos voltando ao normal etc. Acho que ter voltado ao trabalho agora e à minha rotina fez, mais do que nunca, com que eu me sentisse viva”, explicou.

Patrícia, no entanto, preferiu não entrar em detalhes a respeito do diagnóstico:

“Sofri tanto nos últimos dias que prefiro não falar mais sobre isso. Não tem como passar por uma experiência dessas e não mexer com o psicológico. Reviver tudo para mim hoje não é bom. O que posso dizer é que foi sério porque outros órgãos quase foram atingidos. Mas já passou, graças a Deus e ao Dr. Édio”.

Após o momento, Patrícia confessou que aproveitou para refletir. “A vida é, de fato, um sopro. Estava ótima dias antes. E de repente tudo aconteceu. No estilo furacão. Mal conseguia processar cada nova informação que chegava. Confesso que, quando cheguei em casa, depois de ter recebido alta, não parava de chorar. Era uma mistura de resto de susto com alívio e agradecimento de estar aqui. Estar viva hoje para mim é como uma segunda chance, sabe? Não posso deixar de viver cada segundo desse “renascimento” por nada desse mundo“, disse.

Questionada sobre o novo quadro de moda que vai comandar no É de Casa, a apresentadora adiantou: “Acho que vai ser bacana. Será um quadro para entreter e valorizar nossos talentos da área de moda, pessoas que também foram muito afetadas nesta pandemia. Espero que o pessoal de casa curta”.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›