Paula Fernandes alfineta Luan Santana e confirma participação em disco de Sérgio Reis

Paula Fernandes
Paula Fernandes surpreendeu ao alfinetar Luan Santana (Imagem: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

Diferente de outros cantores, Paula Fernandes decidiu permanecer no disco de Sérgio Reis, após o cantor virar alvo de investigação da Polícia Federal por incitar manifestação contra o Supremo Tribunal Federal (STF). A famosa foi a única a manter participação e explicou tudo.

Em nota, na qual justifica a permanência no disco Canções do Vento Sul, a sertaneja aproveitou e deu uma indireta para Luan Santana. Sem citar nomes, ela lembrou da polêmica ocasião quando o cantor cancelou a gravação no DVD dela.

“Paula Fernandes, quando iniciou sua carreira, convidou Sérgio Reis para participar de seu álbum Canções do Vento Sul e gravaram juntos a música Sem Você. Em abril deste ano, a cantora foi convidada para participar do novo álbum de Sérgio Reis e colocou voz na canção”, iniciou o comunicado.

“Paula tem uma enorme gratidão e respeito pela carreira musical de Sérgio Reis. Paula repudia compromissos firmados e cancelados, como já experimentou uma vez. A decisão é absolutamente artística, como sempre foram suas decisões musicais”, disse a nota enviada pela sua assessoria.

A equipe de Paula Fernandes fez a colocação em referência ao episódio da música Juntos (Shallow). A versão em português da faixa Shallow, de Lady Gaga e Bradley Cooper, foi criticada nas redes sociais e ganhou até vários memes e zoeiras na internet.

Após o lançamento, Luan Santana, que cantou com a artista a música em estúdio, abandonou o projeto e deixou de participar do DVD da colega. Na época, inclusive, ele fez críticas para a letra.

Sérgio Reis se tornou alvo de três inquéritos depois de ataques à democracia. “No dia 7 de setembro nós não vamos fazer nenhuma manifestação pela data, para não atrapalhar o presidente. Mas vamos parar em volta de Brasília”, afirmou.

“Eles vão receber um documento dizendo assim: ‘Vocês têm 72 horas para aprovar o voto impresso e para tirar todos os ministros do Supremo Tribunal Federal’. Não é um pedido, é uma ordem. Se não cumprirem em 72 horas, nós vamos parar o país”, prometeu.

Ele foi alvo de mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal na última sexta-feira (19).

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›