Pedro Cardoso não poupa palavras e define governo como “nazifascismo tropical”

Pedro Cardoso
Ex-funcionário da Globo, Pedro Cardoso faz desabafo sincero em rede social sobre o atual momento do país (Imagem: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

Sempre sincero, Pedro Cardoso não segurou as críticas contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Na manhã desta terça-feira (6), o ator compartilhou um longo texto no Instagram e definiu o governo como “nazifascismo tropical”.

“Desde que a desonestidade da medíocre classe média baixa em busca de ascensão econômica, organizada em igrejas e quartéis, clubes e shows ‘sertanejos’, agremiações politiqueiras etc, deu o ar de sua graça, personificando-se no messias militar, eu acordo todos os dias ansioso pelas notícias e pela oportunidade de dizer alguma coisa em oposição à incivilidade desse nazifascismo tropical”, escreveu na rede social.

Pedro Cardoso fez uma reflexão sobre o papel de cada cidadão no atual momento do país. “Faz-me bem exibir a minha revolta. Dou-me a conhecer a mim mesmo mostrando-me aos outros. Essa função narcísica das redes antissociais é, a meu ver, a razão de seu sucesso comercial. Mal não há mas haverá se a fala aqui não superar a histeria”, declarou.

“Saudável, creio, é que das palavras passemos a ação devotada ao bem comum. Mas, também penso: falar é agir. Colegas aqui, falantes e ouvintes como eu, qual será a ação que nos projetará de nós para os outros? Cada um saberá a sua”, pensou. “A minha, creio, é fazer teatro”, pontuou.

“Nesse dia de ação, acho que já não estarei mais tão ansioso por falar todos os dias sobre política. Mas só haverá teatro se a política nos garantir a liberdade. Até a liberdade, pela democracia, estar assegurada, prevejo que a ansiedade em exibir minha angústia vai me manter nas redes antissociais. E a muitos de nós”, observou o famoso.

Cardoso finalizou com uma menção ao fascismo, segundo ele, responsável por ter empurrado a sociedade para “uma original clandestinidade”. “As redes, onde mais nos expomos, são onde também nos escondemos. Já estamos todos presos; presos a céu aberto no mundo deles”, finalizou.

Confira:

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›