Por Bolsonaro, TV Brasil mostra apoiadores com boné e faz propaganda eleitoral fora de hora

TV Brasil
TV Brasil exibe propaganda pró-Bolsonaro durante ato político (Imagem: Reprodução / TV Brasil)

A TV Brasil, no papel a emissora oficial do governo federal, se tornou um palanque para a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL). A emissora estatal exibiu nas últimas horas apoiadores do “capitão” com um boné escrito “Bolsonaro 2022” na transmissão de um evento com a participação do político.

publicidade

O Chefe do Executivo esteve em uma cerimônia em Feira de Santana, na Bahia. A transmissão das imagens em período eleitoral provocou a reação de especialistas.

Marcellus Ferreira Pinto, advogado especialista em Direito Eleitoral, se manifestou sobre as imagens. A questão da imagem isolada é difícil enquadrar, mas por ser uma TV pública não seria recomendável a exibição e a repetição das imagens”, declarou ao jornal O Globo.

publicidade

Veja Também

A TV Brasil mostrou por quase dez segundos uma imagem fechada de uma apoiadora com um boné azul escrito “Bolsonaro 2022”, em referência à reeleição.

Na última quinta-feira (30), com base na Lei Eleitoral, ficou terminantemente proibida a exibição de programas apresentados ou comentados por pré-candidatos em emissoras de rádio e televisão.

Na eleição de 2018, o então candidato Jair Bolsonaro prometeu a extinção da TV Brasil, definida por eles como um cabide de empregos do PT. Curiosamente, ele fez o mesmo ao longo dos últimos quatro anos.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Governo Bolsonaro autoriza mudanças na TV Brasil

O governo federal autorizou a criação de dois novos canais de TV públicos e ambas as estreias foram marcadas para o mês de maio. O canal Educação e a TV Libras foram definidas como os novos braços da TV Brasil 1 e 2.

publicidade
As emissoras caíram no colo do Ministério da Educação, mas com a gestão da EBC (Empresa Brasil de Comunicação), segundo o UOL. O primeiro ano do acordo foi fechado com uma previsão de gastos de R$ 25.375.114,65, sendo R$ 12.215.305,90 de valor fixo, e R$ 13.159.808,75 por demanda, em referência ao conteúdo produzido.

Fora da educação, Bolsonaro vetou o Projeto de Lei intitulado Lei Paulo Gustavo, responsável pela destinação de R$ 3,6 bilhões ao setor cultural por contados efeitos econômicos e sociais em decorrência da pandemia do coronavírus.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Da RedaçãoDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.