Power Couple: Matheus e Mari apontam falta de humildade em Bruno e Deborah

Power Couple
Matheus e Mari apontam falta de humildade em Bruno e Deborah no Power Couple (Imagens: Reprodução – PlayPlus / Montagem – RD1)

O momento de formar a DR no Power Couple Brasil sempre rende boas discussões na mansão. Matheus Yurley e Mari Matarazzo votaram em Bruno Salomão e Deborah Albuquerque, alegando que o casal não tinha muita humildade depois dos conflitos.

Saiba tudo sobre o Power Couple na cobertura do RD1

Tudo começou quando Matheus falou do seu jeito brincalhão e que isso não o impede de se posicionar. Em sua justificativa, ele se dirigiu ao médico e pediu que ele controlasse a própria mulher:

O Bruno falou que a Deborah é um pouco sensível. Às vezes, tem que controlar a sensibilidade dessa mulher. Ela é muito sensível pra quando ela volta e quer ser eufórica. Quando a gente volta e é eufórico, a gente grita e tal, e incomoda ela. Então, eu não entendo essa sensibilidade… Tem que ser reciproco. Se tivesse da parte dela, teria da nossa. Tem que controlar”.

O youtuber disse que quando a situação se inverteu, ele teve a iniciativa de conversar com Mari e orientá-la sobre alguns excessos, e apontou que não viu Bruno fazendo a mesma coisa:

Eu cheguei no Bruno e falei: ‘peço perdão pela minha mulher, ela passou um pouco do limite e vou conversar’. Só que a mulher dele ao ver dele não errou. Quando ela erra, ele não chega para mim para pedir desculpas. O Bruno já chegou e falou ‘boa sorte, parabéns pela volta’, mas nunca pediu desculpas. Eu tô falando a atitude de eu estar no canto, e ele chegar em mim e falar: ‘Matheus, a minha mulher se equivocou um pouco, eu peço desculpa’”.

Deborah não gostou das acusações sofridas pelo marido e enxergou machismo na atitude do rival, dizendo que Bruno não precisa falar por ela. A influenciadora digital defendeu o namorado, já aos gritos e exaltada:

Vai ofender de novo o meu marido, Deborah? Vai ofender de novo? Chamou ele de machista, ele não é machista. Você que é sensível demais e afronta as pessoas que não te afrontam. Não ofende ele de novo”.

Bruno Salomão, ao retomar a palavra, desmentiu Matheus Yurley parcialmente, concluindo que ele não costuma se desculpar tanto quanto andou falando e o acusou de perseguição:

Essa desculpa dele só aconteceu uma vez. Ele fala como se fizesse isso todo dia. Uma vez que ele foi lá fora e eu pedi desculpa também porque ela tá nervosa. O problema aqui é que eles vivem aqui dentro para atacar a gente e fazer palco em cima disso. Não vou dar trela pra isso. Já chamaram a gente pra ir pra DR junto. Não entendo isso e não vou ficar discutindo com ele. Se ele quiser, a gente passa uma semana tranquila. Foi uma vez só que tomou atitude e parabéns. Agora vai ficar jogando isso por mais três semanas”.

Deborah Albuquerque encerrou a discussão, se mostrando como alguém constrangida nos últimos dias e reforçou o discurso do esposo, no estilo “todos contra um”:

Tô evitando transitar na casa. Olhar, eu tô olhando pro chão se vocês repararem. Você tem que tomar cuidado ao olhar, ao falar, ao pegar um copa d’água. Realmente é difícil estar nessa pressão. Se isso não é perseguição, eu não sei o que é. Eu tô me sentindo pra dentro, murcha. Não tem como a pessoa ser vitimista e se achar ao mesmo tempo. Ou é uma coisa ou outra. Não consigo entender”.

Confira:

Matheus Henrique MenezesMatheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›