A Praça é Nossa terá desfalques importantes no retorno das gravações

A Praça é Nossa
A Praça É Nossa retorna gravações com desfalque no elenco (Imagem: Reprodução / SBT)

As gravações de A Praça é Nossa estão previstas para serem retomadas a partir do desta terça-feira (13), porém nomes importantes do elenco não estarão presentes nessa fase inicial. Saulo Laranjeira, o João Plenário, não teve seu nome relacionado para esse retorno, em razão da pandemia do novo coronavírus. A informação é do colunista Flávio Ricco.

Marlei Cevada também estará de fora dos trabalhos, pois perdeu o pai recentemente. A direção optou por aguardar o momento em que a atriz estiver mais à vontade para voltar ao humorístico. O espaço do grupo Café com Bobagem, que trocou o SBT pela Band após 20 anos de parceira, também ainda não foi ocupado.

Já o comandante Carlos Alberto de Nóbrega, que enfrentou a Covid-19 no mês passado e já foi vacinado, retornará aos estúdios. A previsão é que o programa volte ao ar no dia 22 deste mês.

O SBT estava interessado em recontratar Moacyr Franco para o elenco da atração. Mas, assim como aconteceu com Fábio Rabin, o salário foi um grande empecilho para que o acordo fosse fechado. Segundo o colunista, a emissora de Silvio Santos não quis pagar o valor exigido pelo ator.

Cabe lembrar que o artista foi dispensado do humorístico, onde trabalhou por 20 anos, em 2017. Através do seu canal do YouTube, ele chegou a falar da surpresa ao saber que seria dispensado pelo veículo de comunicação.

Estranhei um pouquinho, porque meu salário era tão insignificante… Mas eu tô aqui pra dizer que não tenho nada, nada, nada a reclamar do SBT. Muito pelo contrário, o SBT me deu muita oportunidade“, disse o humorista na época, revelando receber R$ 40 mil por mês.

Tô querendo dizer para vocês que eu tô fora mesmo, demitido do SBT. Não tenho nada contra a casa, torço muito para que meus R$ 40 mil salvem a economia da emissora, mas não tenho nada contra. Volto a hora que eles quiserem, já mandei vários projetos e continuo mandando. […] Quanto ao salário, não tenho nem como aceitar a brincadeira de que meu salário comprometia o salário dos colegas. Eu ganhava R$ 40 mil no SBT. Realmente, é um salário de quem quer trabalhar de qualquer forma“, contou.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›