Presidente do PDT revela três opções que deu para Datena na política

Datena
Datena está sendo cogitado para cargo na política (Imagem: Reprodução / Band)

José Luiz Datena vai entrar ou não na política? O apresentador demonstrou nesta quinta-feira (14) ainda estar em dúvida. Apesar disso, ele tem recebido várias propostas de partidos, como do PDT.

O presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, disse que ofereceu três possibilidades para lançar o apresentador da Band como candidato da sigla nas eleições de 2022. Ao UOL News, ele disse que as conversas já aconteceram, mas “ninguém está decidindo nada” ainda.

“Falei para ele vir [pro PDT] e dei três opções: vice do Ciro, candidato a governador de São Paulo ou candidato ao Senado. Vamos fazer pesquisa no melhor momento para avaliar o melhor cenário”, destacou o presidente do partido.

Lupi ainda ressaltou que Datena é amigo pessoal de Ciro Gomes há 10 anos e foi isso que o motivou a convidar o apresentador do Brasil Urgente para disputar as eleições pelo partido.

Em julho, cabe lembrar, o jornalista se filiou ao PSL para disputar o pleito do próximo ano, mas a fusão com o DEM para a criação do União Brasil o deixou “desconfortável”, segundo o presidente do PDT.

“Ele foi pro PSL para ser candidato a presidente. E, agora, já estão falando três nomes diferentes. Ele disse que até novembro iria decidir isso [a filiação ao PDT]”, contou ele.

Ontem, Datena falou abertamente sobre a sua saída da Band em razão da sua candidatura na eleição de 2022. Questionado por Catia Fonseca sobre o rompimento com o canal paulista, ele explicou cada ponto do seu roteiro político.

“O negócio é o seguinte. Eu fiquei chateada com você e nós combinamos: quando a gente ficasse chateado um com o outro, a gente teria que perguntar. Eu fiquei chateada, pois você disse numa entrevista que você vai me largar. Vai largar a gente aqui. Não vai ter papo de janela…”, começou a apresentadora.

“Não, não, não! Na verdade, se eu tiver que concorrer para algum cargo político, por enquanto eu fui lançado candidato à presidência da República pelo PSL, mas apareceram mais dois caras do DEM, que é o Mandetta [Luiz Henrique Mandetta] e o o Pacheco [Rodrigo Pacheco]”, disse o famoso. “O partido tem que escolher”, afirmou.

“Sendo eu candidato como presidente, governador ou ao Senado, primeiro eu tenho que ser escolhido por esse partido grandão [União Brasil], que tem muito dinheiro e tem muito tempo de TV. Não me interessa o dinheiro do partido ou o tempo de TV”, frisou.

Datena esclareceu: “Se eu for candidato à Presidência, eu não posso continuar na Band. Se eu for candidato ao governo, eu não posso continuar na Band mais. Se eu ganhar, se eu perder eu posso. Candidato ao Senado parece que eu posso continuar fazendo as duas coisas. Eu tenho que, legalmente, deixar a televisão três meses antes de ser candidato”.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›