Preta Gil reage sobre distanciamento e revela maturidade durante pandemia

Preta Gil
Preta Gil falou sobre distanciamento e revelou maturidade durante pandemia de Covid-19 (Imagem: Reprodução / Instagram)

Aos 46 anos, Preta Gil tem tido momentos de reflexão sobre a vida neste isolamento social por causa da pandemia de Coronavírus. A cantora deu uma entrevista à Quem e falou sobre o que vem sentindo ao longo desses meses trancada em casa e após ter contraído a doença.

“É isso que eu quero para mim. Respirar o ar puro, cheiro de mato, sentir o sol tocar na minha pele, pisar na terra, acordar ouvindo o barulho dos pássaros”, contou ela ao observar a natureza do Rio de Janeiro, onde conversou com a revista.

Uma das primeiras pessoas do Brasil a portar a Covid-19, Preta viu sua vida agitada de shows pelo país, gravações de programas de TV e comerciais serem adiados por causa do isolamento social.

Nesse período, a cantora aproveitou para refletir e tomar decisões transformadoras. Preta Gil até trocou de endereço para uma casa ainda em construção no Itanhangá, deixando seu confortável apartamento na Zona Sul para trás. O motivo disso tudo foi a necessidade de um contato maior com a natureza.

“Foi uma decisão tomada na pandemia. Tinha acabado de reformar o apartamento todinho, mas me senti enclausurada. Fiquei quatro meses sem sair na rua, nem no meu playground eu ia. Falo isso no alto do meu privilégio, sabendo de tudo que tenho de bom, mas dentro das minhas condições, achei que aquele apartamento me sufocou. Eu olhava o verde e o mar da janela, mas não sentia o sol tocar na minha pele. Quero uma casa gostosa, com piscina, para reunir a família e os amigos. Minha neta (Sol de Maria) aproveitar. Quis ter uma qualidade de vida melhor.”

Preta Gil aproveitou para falar do carnaval deste ano que está cancelado por causa da pandemia de Covid-19. Em meio às obras em casa e novos projetos, a filha de Gilberto Gil se prepara para fazer grandes lives carnavalescas.

“Desde o dia primeiro de março de 2020, quando a gente fez o Carnaval, não vejo os meus ritmistas. Com a minha banda, a gente fez ao longo de 2020 algumas lives. É um formato diferente de show. Não fiz nenhuma live grande minha no meu canal no YouTube durante a pandemia, porque não tive vontade mesmo. Fiquei muito abalada com tudo que está acontecendo. Então fiz várias em casa. Mas essa será grandiosa, com meu bloco. O principal objetivo é incentivar as pessoas a ficarem em casa. Ainda estamos sofrendo os reflexos da flexibilização das festas de fim de ano.”

“Lá atrás, quando eu já sabia que não iria ter Carnaval e as pessoas ainda insistiam que iria ter, fiquei muito chateada. Não por mim, mas pelos trabalhadores que dependem das festas. São muitas pessoas que envolvem uma indústria que é muito forte. Eu fiquei pensando nessa galera da base da pirâmide, os vendedores ambulantes, catadores de latinhas… Eu consigo me manter sem Carnaval porque tenho inúmeras fontes de renda. Mas a maioria não. É uma tragédia que atinge muitos setores. Como amante do Carnaval, não poderia ficar em casa sem fazer nada por essas pessoas desamparadas”, desabafou ela.

Bem ativa nas redes sociais, Preta Gil diz ter ficado ainda mais destemida na quarentena. “Me posicionei ainda mais, tive menos medo de expressar minha opinião. Militei quando tinha que militar, mas nunca fui uma mulher de impulso, sempre esperei a hora certa para falar. Gosto de observar. Eu maturo e reflito muito antes de me expor. Tenho maturidade de vida. Uma mulher de quase 50 anos muda porque a velocidade é outra, primeiro pela bagagem. Você tem muito mais repertório para analisar as coisas, dar opinião. A pandemia chegou junto com a minha maturidade. Foram choques de duas realidades.”

A cantora ainda falou sobre cabelos brancos e rugas em fotos compartilhadas na internet. Ela disse que não usa softwares para editar suas imagens antes de compartilha-las no Instagram: “Essa sou eu naturalmente. Decidi deixar durante o isolamento, mas comecei a me olhar no espelho e achar bonita. É uma questão de hábito, porque a gente não foi educado para se gostar de cabelos brancos, gorda, e de tantas outras formas por conta dos padrões de beleza pré-estabelecidos pela sociedade.”

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›