Band
Jornalismo da Band anda movimentado (Imagem: Divulgação / Band)

Uma promoção ocorrida na semana retrasada provocou o maior rebuliço no jornalismo do Grupo Bandeirantes – leia-se Band e BandNews.

Chefe de produção de jornalismo, Andressa Guaraná foi promovida à apresentadora dos boletins sobre previsão do tempo. Por ocupar um cargo de chefia, a “novidade” desagradou a meio mundo.

O RD1 apurou que havia uma expectativa em torno do nome que seria escolhido, uma vez que profissionais da Band e BandNews, da reportagem ou não, se submeteram a testes e a um “intensivo” para melhor desempenhar suas funções.

Com a ascensão de Guaraná, o grupo sentiu-se prejudicado em uma disputa na qual teve que concorrer com uma chefe.

Passada toda a frustração, esses e outros nomes agora se movimentam por melhores condições de trabalho e espaço. Há, para breve, a definição de quem poderá, dada a necessidade, atuar como plantonista ou substituta dos noticiários da Band.

Laura Ferreira, que fará dupla com Joel Datena no “Bora SP”, e Lana Canepa, titular do “Jornal da Band”, não possuem uma “substituta oficial” ainda. No “Jornal Nacional”, a tom de comparação, Ana Paula Araújo virou a “auxiliar” de Renata Vasconcellos.

O mesmo vale para os homens. Joel Datena, José Luiz Datena (“Brasil Urgente”), Eduardo Oinegue (“Jornal da Band”), Fábio Pannunzio (“Jornal da Noite”) e, a partir do dia 19, Rafael Colombo (“Band Notícias”) também não dispõem de substitutos diretos. A exceção envolve Luiz Megale (“Café com Jornal”), que continuará sendo substituído por Juliano Dip em suas ausências.

Embora ainda não tenha batido o martelo, a direção de jornalismo da casa pretende recorrer a nomes que têm se destacado nas últimas semanas. Rodolfo Schneider, Lucas Martins, Maicon Mendes e Sérgio Gabriel largam na frente.

🔔Boletim RD1 | Notícias dos Famosos