Quem são os atores que dizem “não” à Globo sem temer demissão?

Mariana Ximenes
Os atores Mariana Ximenes e Cauã Reymond durante bastidores de Ilha de Ferro (Imagem: Divulgação / Globo)

Com receitas reduzidas por conta da pandemia do coronavírus, que agravou ainda mais a crise econômica do país, a Globo vem acelerando os cortes de custos e provendo demissões em massa nos bastidores. Atores veteranos e considerados “medalhões” perderam contratos nos últimos anos, como Stênio Garcia, Vera Fischer, José de Abreu, Pedro Paulo Rangel, Isabela Garcia, Malu Mader e também os talentos mais jovens, como Bruno Gagliasso, Bruna Marquezine, Bianca Bin e José Loreto.

Em meio a essas demissões, vem ganhando sobrevida artistas considerados mais produtivos e que aceitam facilmente trabalhar em diversos produtos do Grupo Globo, a exemplo de Thiago Fragoso, Henri Castelli, Ana Beatriz Nogueira e Letícia Spiller, que além de papéis de destaque no horário nobre, costumam aceitar propostas “menos nobres”, como Malhação, Dança dos Famosos e PopStar, e são bem vistos pela direção da casa.

Existem alguns atores, entretanto, que conquistaram grande prestígio e se dão a liberdade de escolher os seus trabalhos, sem temer o desemprego.

Confira quem são eles:

Claudia Abreu
Claudia Abreu ao lado de Vladimir Brichta em Cidade Proibida, seu último trabalho na TV (Imagem: Divulgação / Globo)

Claudia Abreu

Desde que protagonizou A Lei do Amor (2016), Claudia Abreu vem se dedicando a trabalhos mais curtos, entre eles a minissérie Desalma, que estreia em breve no Globoplay, e costuma escolher criteriosamente os seus papéis. A atriz chegou a ficar 4 anos totalmente fora do ar, entre Três Irmãs (2008) e Cheias de Charme (2012), período em que também engravidou duas vezes. Ela ainda recusou várias personagens ao longo de sua carreira, inclusive o posto de protagonista nas novelas América (2005), Insensato Coração (2011) e Saramandaia (2013).

Patrícia Pillar
Seletiva, Patrícia Pillar conta com a compreensão da Globo (Imagem: Divulgação / Globo)

Patrícia Pillar

Outra atriz conhecida por não aceitar “qualquer coisa” é Patrícia Pillar. A veterana, que está longe das novelas desde O Rebu (2014) e também vem se dedicando a obras mais curtas nos últimos anos, como Ligações Perigosas (2016) e Onde Nascem Os Fortes (2018), também já rejeitou várias propostas de trabalho, entre eles projetos que vieram depois de A Favorita (2008), como Insensato Coração (2011) e Velho Chico (2015). Patrícia já revelou em entrevistas que hoje em dia se sente mais à vontade de escolher melhor as suas personagens e que a emissora entende que suas escolhas fazem sentido.

Mariana Ximenes
“Sumida”, Mariana Ximenes prepara o retorno às novelas depois de 4 anos (Imagem: Divulgação / Globo)

Mariana Ximenes

Mariana Ximenes costuma driblar os autores de novelas e já se recusou a interpretar papéis que se tornaram memoráveis na pele de outras atrizes, como a Bebel de Paraíso Tropical (2007), a Silvia de Duas Caras (2008) e a Maria do Rosário de Cheias de Charme (2012). De Haja Coração (2016) para cá, a loira também participou apenas de projetos curtos, mas está de volta ao folhetim tradicional com Nos Tempos do Imperador, próxima novela das 18h, que teve sua estreia adiada por conta da pandemia.

Débora Falabella
Presença rara nas novelas, Débora Falabella se dedica a obras curtas (Imagem: Divulgação / Globo)

Débora Falabella

Depois de protagonizar Avenida Brasil (2012), Débora Falabella disse “não” a dois convites para viver protagonistas: a Laura de Alto Astral (2015) e a Carolina de Verdades Secretas (2015), mas segue sendo uma das atrizes mais prestigiadas da TV, com participações em diversas séries e minisséries importantes, como Dupla Identidade (2014), Nada Será Como Antes (2016) e Aruanas (2019), que ganhará uma segunda temporada no ano que vem no Globoplay.

Isis Valverde
Isis Valverde já ficou longe da TV por 2 anos mantendo contrato com a Globo (Imagem: Divulgação / Globo)

Isis Valverde

Isis Valverde praticamente emendou uma novela na outra entre a Ana do Véu, de Sinhá Moça (2006), e a Suelen, de Avenida Brasil (2012), mas chegou a recusar outros papéis de periguetes por medo de ficar marcada pelo estereótipo. Em 2015, logo após protagonizar Boogie Oogie (2014), a atriz resolveu se afastar por dois anos da TV, tempo que usou para estudar fora e se dedicar ao cinema, mas sua longa ausência não comprometeu o seu prestígio na Globo. A atriz retornou às novelas em A Força do Querer, em 2017, na pele de Ritinha, e atualmente aguarda o retorno de gravações de Amor de Mãe.

Chay Suede
Chay Suede já testou a paciência da Globo por duas vezes (Imagem: Divulgação / Globo)

Chay Suede

Contratado pela Globo há apenas 6 anos, Chay Suede também se mostrou seletivo quanto às propostas de trabalho. Em 2016, ele recusou o convite para interpretar o Giovanni em Haja Coração (2016) e no mesmo ano também rejeitou dar vida ao protagonista Gui Santana em Rock Story, com receio de marcar a sua carreira pelo estereótipo de músico – o ator se tornou conhecido pelo grande público após protagonizar Rebelde (2010) na Record. Mas Chay continua como uma das grandes apostas da Globo e em breve também voltará a gravar Amor de Mãe.

Cauã Reymond
Cauã Reymond ao lado de Sophie Charlotte nos bastidores de Ilha de Ferro (Imagem: Divulgação / Globo)

Cauã Reymond

Principal nome da próxima novela das 21h, Um Lugar ao Sol, na qual interpretará os gêmeos Mateus e Renato, Cauã Reymond está há meia década afastado dos folhetins, tendo A Regra do Jogo (2015) como seu último trabalho no gênero. Nos últimos anos, o disputadíssimo ator se dedicou às séries e minisséries, onde conquistou papéis de protagonismo, e recusou pelo menos dois convites para voltar a atuar nas novelas: O Outro Lado do Paraíso (2017), por um motivo nada profissional, o de ter que contracenar com a ex-esposa Grazi Massafera, e Amor de Mãe.

CONTINUE LENDO →

Daniel Ribeiro cobre televisão desde 2010. No RD1, ao longo de três passagens, já foi repórter e colunista. Especializado em fotografia, retorna ao site para assinar uma coluna que virou referência enquanto esteve à frente, a Curto-Circuito. Pode ser encontrado no Twitter através do @danielmiede ou no danielribeiro@rd1.com.br.