Rachel Sheherazade
Rachel Sheherazade fala sobre possível força de Luciano Hang no SBT (Imagem: Reprodução / Instagram)

Rachel Sheherazade falou sobre Luciano Hang, dono das lojas Havan, e a polêmica entre os dois que, por enquanto, não rendeu um processo judicial. A âncora do SBT Brasil guardou a possibilidade da ação por causa da possível força do empresário na emissora de Silvio Santos.

Ao colunista Leo Dias, a jornalista recordou quando o rival pediu a cabeça dela publicamente. “Coisa triste quando as pessoas pedem a cabeça dos jornalistas. Olha, eu nunca tinha ouvido falar desse senhor até que chegou a mim um tuíte dele comemorando a demissão de colegas nossos”, garantiu.

Sobre as demissões da época, a famosa defendeu a emissora. “A empresa precisou enxugar, como todas as empresas de comunicação precisaram enxugar, em virtude da crise. Aí, ele comemora, acusa os meus colegas que saíram da emissora de serem comunistas e ainda fala assim: ‘Está faltando a Sheherazade'”, lembrou.

Rachel disse que não processou Luciano até hoje por ser um forte anunciante do SBT. “Eu pensei em processá-lo, mas como ele é um forte anunciante dentro da minha emissora, ainda estou avaliando. Eu não sei até que ponto ele tem influência em demitir ou não demitir, em pedir cabeça ou não pedir cabeça”, avaliou.

Chamado de “véio da Havan” pela web, Hang já apontou Sheherazade como parte da imprensa contrária ao Governo Bolsonaro. “Acho um golpe muito baixo. Acho que quem deve definir o que é melhor para os seus quadros é a própria emissora, independentemente de pressões”, argumentou.

Para ela, a manifestação do veterano foi um ato de censura. “Se o profissional é bom, se está dando resultado para a empresa, se está dando audiência, merece ficar onde está. Merece até promoção. Não cabe ao público pedir a cabeça de ninguém. Não cabe ao público, não cabe ao empresário, não cabe ao político. Isso é censura velada”, finalizou.

Você está ficando de fora...

Não perca nada!

Saiba tudo o que está em alta no Instagram dos Famosos.

SIGA AGORA