Rafael Portugal recorda perrengue e dívida de R$ 400 mil antes do BBB

Rafael Portugal
Rafael Portugal recorda momento tenso antes de sucesso no BBB (Imagem: Reprodução / Comedy Central)

Um dos grandes sucessos da TV pelo seu quadro no Big Brother Brasil, o CAT BBB, desde a edição no ano passado, Rafael Portugal revelou que a sua situação era completamente diferente há alguns anos, com uma dívida adquirida após a falência de uma loja no valor de R$ 400 mil.

O comediante falou em entrevista ao Flow Podcast que tinha um comércio que faliu, mas que recebeu a ajuda dos sogros em meio ao caos financeiro. Não só a família, mas amigos como Paulinho Serra estiveram ao seu lado.

“Tive uma loja que faliu, cara. Fiquei com uma dívida de R$ 400 e poucos mil. Mas, brother, vou te falar: eu tinha sempre o dinheiro todo mês para pagar as parcelas, que eram com meu sogro, que tinha assumido essa dívida”, contou.

“Eram coisas que eu fazia no stand-up ali… Paulinho Serra, comediante, me chamava sempre para fazer com ele. Me ajudou muito”, recordou. “Eu morava numa casa alugada, depois tive que morar de favor na casa da minha sogra. Fui perdendo as paradas. Foi uma barra”, admitiu.

Com a esposa e duas filhas, Rafael Portugal enfrentou o perrengue com pouco dinheiro, mas sempre com o apoio irrestrito dos familiares. “O dinheiro era pouco para tudo o que eu tinha: duas filhas, já casado… Mas estava ali com fé de que as coisas iam acontecer. Tive muito apoio da minha mãe, da minha mulher… Quando entrei para o Porta (dos Fundos) saí de morar de favor para pagar aluguel, o Porta me dá uma exposição que eu começo a fazer campanhas”, recordou.

“Mas tudo o que vinha de campanha e comercial minha mulher pagava tudo. Às vezes eu via muito dinheiro na conta indo direto para as dívidas e eu ali comendo pão frito”, desabafou. “É uma delícia, mas só tinha isso para comer mesmo!”, completou.

Portugal confidenciou que chegou a ter R$ 150 mil na conta, mas que a quantia era totalmente revertida para as dívidas. “Tinha R$ 150 mil na conta indo para o shopping pagar uma parte. Não dava para comprar uma pizza. Passei por isso. Quitei tudo. Quando entrei no Porta, foi indo. Fomos fazendo as coisas com muito cuidado, muito jeitinho”, declarou.

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›