Record ataca a Globo e comemora a aprovação da Lei do Mandante

Record
Record aproveitou Lei do Mandante para alfinetar a Globo (Imagem: Reprodução / Record)

O Jornal da Record exibiu uma reportagem especial em que promoveu ataques diretamente à Globo, nesta quarta-feira (25). Isso ocorreu ao comentar a aprovação da Lei do Mandante, que altera o artigo que determinava que, para ter o direito de transmissão de uma partida de futebol, o veículo precisava ter o acordo com os dois clubes que estivessem em campo.

Com a nova decisão, cabe ao clube mandante da partida negociar os direitos de transmissão de seus jogos com a TV aberta, TV fechada, plataformas de streaming e pay-per-view. Além disso, 5% dos valores da partida serão distribuídos para os jogadores do time, inclusive reservas.

“Os clubes brasileiros estão livres de um monopólio que durou décadas. Agora, eles vão poder negociar os direitos de transmissões de partidas realizadas em casa com qualquer emissora ou serviço de streaming”, anunciou Christina Lemos.

Celso Freitas completou, chamando a reportagem: “Essa é a Lei do Mandante, que democratiza ao futebol brasileiro”.

O repórter abriu a matéria anunciando: “O projeto praticamente enterra quase meio século de um monopólio sobre o futebol brasileiro. A partir de agora, cabe ao mandante da partida negociar os direitos de seus jogos com a TV aberta, TV fechada e em plataformas de streaming e pay-per-view”.

“Na prática, o torcedor poderá ver o seu time do coração com mais facilidade. Não estará à mercê da programação de uma só emissora, que controla quem tem o jogo transmitido e o horário. O consumidor também não ficará refém de pacotes caríssimos de pay-per-view para poder acompanhar o seu time”, ironizou o jornalista, fazendo referência à Globo.

Carta aberta

Nesta semana, a Globo apelou para a sua história em transmissões do futebol brasileiro para tentar garantir o futuro da parceria com clubes da Série A e B do Campeonato Brasileiro. A emissora emitiu uma carta aberta aos 40 times.

No texto, o canal comenta sobre os novos trabalhos em ambos os lados após a aprovação da Lei do Mandante, na Câmara dos Deputados, em Brasília, que muda a forma como os contrato passarão a ser negociados.

A empresa destaca que incentiva o futebol brasileiro desde a década de 1970 e que já destinou bilhões de reais para o fortalecimento do esporte que rendeu bons frutos financeiros para as duas partes.

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]
Veja mais ›