Record coloca propaganda da Igreja Universal em final de novela e vira piada

Edir Macedo é dono da Record e da Igreja Universal (Imagem: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

Amor Sem Igual teve um final polêmico na Record em seu último capítulo, levado ao ar na última segunda-feira (18), com um desfecho inesperado para a ex-prostituta Poderosa (Day Mesquita).

Na trama, a ruiva passou a ser chamada por Angélica e acabou se convertendo à igreja frequentada por Miguel (Rafael Sardão), juntamente com vários personagens que apoiaram a sua decisão.

Em determinado momento, o ex-dependente químico Antônio Júnior (Miguel Coelho) chega na igreja e diz que foi recuperado: “Demorei, mas encontrei um sentido para a minha vida”.

A propaganda religiosa, porém, foi mal recebida pelo público nas redes sociais, por conta da clara divulgação da Igreja Universal do Reino de Deus, do bispo Edir Macedo, dono da Record.

Na tela, chegou a surgir um QR code que levava o público para o site do Templo de Salomão, algo que não tem nada a ver com a história do folhetim.

“Passado com a noticia que a Record tá exibindo QR code durante a novela pro povo dar o dízimo”, disparou um internauta.

“QR Code da Igreja Universal??? Isso não pode ser real… logo a Record! Que fez novelas ótimas, como Vidas Em Jogo e Chamas Da Vida! Aliás, da mesma autora de Amor Sem Igual”, questionou outro.

“A única tecnologia que eu gosto com o pessoal da igreja universal é a tornozeleira eletrônica. Isso aqui é sacanagem demais”, reagiu mais um.

Vale lembrar que o último capítulo rendeu a vice-liderança de audiência para a Record na Grande São Paulo.

Entre 21h e 22h03, Amor Sem Igual registrou 10,4 pontos, 11,5 de pico e 14,6% de participação no número de televisores ligados (share) contra 7,2 do SBT.

Na média geral, a trama promoveu um discreto aumento nos índices quando comparada à antecessora Topíssima (2019): 8,4 versus 8,0.

Confira a repercussão:

Lucas MedeirosLucas Medeiros
Lucas Medeiros é formado em Comunicação Social e escreve sobre o dia a dia da TV.
Veja mais ›