Record destaca consequências negativas do Carnaval e ignora homenagem a Paulo Freire

Record
Record não mostrou que Campeã do Carnaval de São Paulo homenageou Paulo Freire (Imagem: Reprodução / Globo)

Há vários dias, o jornalismo da Record chamou a atenção dos telespectadores por destacar as consequências negativas das festas de Carnaval pelo Brasil. Enquanto Globo, Band, RedeTV! e SBT cobriram os desfiles das escolas de samba, os blocos de rua e os bastidores da festa mais popular do país em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife e Olinda, a emissora de Edir Macedo priorizou os “efeitos colaterais” do evento.

Assim como o Câmera Record do último domingo (23), o Jornal da Record de terça-feira (25) abriu sua edição com uma reportagem sobre o consumo exagerado de álcool entre os foliões, mostrando os “flagrantes de bebedeiras” pelas ruas de São Paulo. Uma médica cardiologista foi ouvida pela reportagem, que destacou também que o consumo exagerado pode causar dependência principalmente entre os jovens.

Em outras reportagens, o jornal mostrou o caso de foliões de Olinda (PE) que foram feridos por agulhas de seringa durante as festas, a morte do bicheiro Alcebíades Paes Garcia, o Bid, após os desfiles do Rio de Janeiro, a confusão que acabou com tiros e duas pessoas feridas durante um bloco onde o DJ Diplo se apresentava, e a perda de documentos por pessoas que curtiam os blocos de ruas.

A consagração da Águia de Ouro nos desfiles de São Paulo foi mostrada em uma reportagem de pouco mais de um minuto, logo no fim do jornal, sem citar que a escola de samba homenageou Paulo Freire, educador chamado de energúmeno pelo presidente Jair Bolsonaro, amigo e irmão camarada do dono da emissora, Edir Macedo.

O fascínio pelo futuro

Glória Perez esteve ausente da folia do Carnaval para se dedicar à sinopse de sua próxima novela da Globo. Neste novo trabalho, espera-se uma trama de ficção científica na qual os personagens serão confrontados com uma nova era da tecnologia. As consequências e os dilemas de novas inteligências artificiais são temas que fascinam a autora nas pesquisas para este novo trabalho.

Merchan no humor

Participando cada vez mais da criação de anúncios em suas novelas e programas de auditório, a Globo abriu recentemente espaço para uma ação de merchandising dentro do Fora de Hora, aproveitando dos elementos e do roteiro do programa. O Hoteis.com marcou presença durante uma conversa entre os apresentadores Paulo Vieira e Renata Gaspar com o repórter da previsão do tempo.

A ação foi desenvolvida pela emissora, em conjunto com a marca e a agência Artplan. Para a diretora de comercialização da Globo, Manzar Feres, a ação só deu certo porque foi criada com diferentes olhares. “A parceria nos permitiu compreender profundamente os objetivos, estabelecer as metas e chegar a uma história com alto valor agregado para todos os envolvidos”, afirmou.

Tá ruim, mas pode piorar

Sem ultrapassar os 5 pontos de audiência há mais de um mês e se aproximando de sua reta final, a reprise de Caminhos do Coração deverá ser substituída nas tardes da Record por Os Mutantes: Caminhos do Coração e Mutantes: Promessas de Amor, seguindo o cronograma da trilogia. Mas existe um pequeno detalhe que preocupa a Record…

Enquanto Caminhos do Coração ultrapassou os 15 pontos de média em sua exibição original, em 2007, Promessas de Amor chegou ao fim com apenas 9 pontos em 2009, sendo a menor audiência da saga. Na época, o tom realista dado à trama, fugindo da temática mutante, foi considerado pela crítica especializada o fator decisivo para a fuga da audiência. A reestreia está marcada para 13 de abril.

Próprio rabo

Dia desses, os apresentadores do Fofocalizando cobraram explicações da Record por proibir que Xuxa Meneghel gravasse um programa com o cabelo rosa. Até liberdade prometida pela apresentadora foi questionada no estúdio do programa. O que eles não esperavam é que Mara Maravilha revelasse no ar que também já passou pelo mesmo no SBT.

Mas não foi só ela. Por muitos anos, Yudi Tamashiro só podia cortar o cabelo dentro da emissora, mantendo um corte escolhido pela produção que não o agradava. Além disso, ele era orientado a não sair de casa sem passar protetor solar para não aparecer no estúdio com um tom de pele diferente do que o público do Bom Dia & Cia estava acostumado. Tudo por uma questão de imagem.

Terrinha da Thelma

A SIC, de Portugal, adquiriu nesta semana os direitos de exibição de Amor de Mãe. A novela de Manuela Dias será exibida no país na sequência de A Dona do Pedaço, como ocorreu por aqui, e é aguardada com ansiedades pelos portugueses que acompanham as nossas produções.

Daniel Ribeiro cobre televisão desde 2010. No RD1, ao longo de três passagens, já foi repórter e colunista. Especializado em fotografia, retorna ao site para assinar uma coluna que virou referência enquanto esteve à frente, a Curto-Circuito. Pode ser encontrado no Twitter através do @danielmiede ou no danielribeiro@rd1.com.br.

WordPress Lightbox