Regina Casé revela qual desejo profissional após Amor de Mãe

Amor de Mãe
Regina Casé como Lurdes em Amor de Mãe; atriz já pensa em novos projetos (Imagem: Divulgação / Globo)

Regina Casé não vê a hora de ver sua personagem Lurdes, em Amor de Mãe, voltar à telinha da Globo. Após 20 anos sem fazer novelas, essa foi a primeira escalação da artista, que precisou dar uma pausa nas gravações em razão da pandemia do novo coronavírus.

Eu estava morrendo de medo antes de começar, porque, além desse tempo todo sem fazer novela, estava acostumada a trabalhar com as mesmas pessoas. Mesma equipe! O mesmo cabeleireiro, camareira, diretor… por mais de 30 anos. Eu me sentia muito protegida naquela situação. Todos esses programas que eu fiz anos e anos [Central da Periferia, Brasil Legal, por exemplo], eu nem ia na Globo. Eu não tinha intimidade com aquele universo dos Estúdios Globo, ainda mais o MG4, que fomos os primeiros”, lembrou.

Durante entrevista à colunista Carla Bittencourt, a veterana contou detalhes de como foi seu retorno ao mundo das novelas:

Cheguei lá parecendo uma menininha, que saiu da escolinha, do jardim da infância, e chegou numa universidade enorme. Não sabia onde comprava comida, onde a pagava, como marcava o texto. E todos, mas Taís (Araújo) e Adriana (Esteves), em especial, foram minhas guias. Fui muito acolhida. O Zé [José Luiz Villamarim, diretor], eu nunca vi um diretor tão doce e, ao mesmo tempo, firme e sereno. E a equipe, uma loucura”.

Apesar do isolamento social, a atriz afirmou que não perdeu contato com os colegas: “Nesse tempo em que ficamos parados, não teve um dia em que eu não recebesse uma mensagem de uma maquiadora ou do menino que buscava a gente no carrinho elétrico, o Vinícius. Sábado, eu levava uma caixa de som, porque a gente gravava muito no sábado e fazíamos um pagodão. E a gente dançava. Consegui levar o clima bom que tinha no Esquenta e entre os meus amigos para lá. Foi impressionante a acolhida, o carinho. E o medo passou rápido”.

E, pelo visto, Casé gostou tanto que garantiu que o telespectador pode esperar vê-la em novos projetos, e ainda revelou qual o seu desejo para o próximo trabalho:

“Tomara que o mais breve possível. Além de eu ter gostado muito, novela é um trabalho que, diferentemente de um filme ou de uma peça, que tem duas horas, ela tem um ano. Você modifica, corrige o rumo da personagem… Você pode dar nuances diferentes. Você pode ficar boa, má, ter dúvidas. Em duas horas, é difícil ter isso. E é um gênero muito próximo do povo. E eu adoro ver novelas. Eu quero estar mais nesse lugar. Estou louca para fazer uma vilã. Eu só faço boazinha. Todo mundo fala que eu só faço mulheres pobres, nordestinas… e eu tenho o maior orgulho disso! Mas acho que seria muito legal viver uma malvada”.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›