Relatório da CPI aponta Alexandre Garcia como propagador de fake news na pandemia

Alexandre Garcia
Alexandre Garcia apareceu em relatório da CPI (Imagem: Reprodução / YouTube)

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) apresentou nesta quarta-feira (20) à CPI da Covid a versão final do relatório com recomendação de indiciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Um detalhe no documento chama a atenção: a presença do nome de Alexandre Garcia.

Apoiador do chefe do Executivo, o jornalista surge na parte do texto em que Renan fala sobre o longo apanhado da atuação de canais bolsonaristas propagadores de fake news nas redes sociais durante o último ano.

Segundo a revista Veja, a lista oferece um perfil pessoal de cada personagem. Sobre o ex-comentarista da CNN Brasil, o senador ressalta: “O jornalista foi um dos mais empenhados em mudar a imagem do governo federal durante o combate a pandemia”.

“Fez vídeos, textos e publicações em suas redes sociais divulgando o tratamento precoce, questionando número de mortes na pandemia. Fez críticas ao uso de máscaras e ao isolamento social”, diz ainda o relatório.

O documento, inclusive, aponta a importância da responsabilização futura de todos os personagens que espalharam fake news no período da pandemia da Covid-19.

“A lista de desinformação encontrada e publicada por esses sites não deixa dúvidas sobre a necessária responsabilização futura desses agentes e a adoção de medidas para evitar a proliferação e livre atuação de disseminadores de fake news, escondidos sob os valiosos princípios constitucionais da liberdade de imprensa e da liberdade de expressão”, garante o texto.

Alexandre Garcia, cabe lembrar, foi demitido da CNN Brasil no último mês por disseminar fake news acerca do “tratamento precoce” da Covid-19. Ele usou o espaço para comentários para reforçar teorias de Bolsonaro e espalhar notícias falsas.

Os apresentadores do Novo Dia, Elisa Veeck e Rafael Colombo, rebatiam, constantemente, as informações fantasiosas transmitidas por ele, especialmente quanto a estatísticas da Covid-19 e uso de remédios sem eficácia comprovada. Isso até a rescisão no último dia 24, por conta, segundo a CNN, de posicionamentos contra a ciência.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›