Repórter da CNN chora ao comentar casos de Covid-19

CNN
Repórter CNN chora durante telejornal ao vivo após dar notícia sobre Covid-19 (Imagem: Reprodução / CNN)

Uma repórter da CNN nos Estados Unidos não conteve a emoção ao comentar os casos de Covid-19, no estado da Califórnia. A jornalista Sara Sidner se debulhou em lágrimas ao relatar histórias de famílias que encontrou em um hospital em Los Angeles. Algumas das pessoas com quem conversou perdeu entes queridos, vítimas do coronavírus.

“Este é o décimo hospital em que estive para ver a maneira que essas famílias têm de viver depois disso, com uma dor que vai tão longe e é tão forte”, disse Sara, enxugando as lágrimas. 

A profissional chegou a pedir desculpas a âncora do telejornal que demonstrou apoio a colega. “Não há necessidade de se desculpar. Estivemos observando o seu trabalho ao longo deste ano horrível. E todos nós fomos atingidos pela dor, pela dor coletiva em que todos nós estamos”, consolou Alisyn Camerota, que ainda acrescentou:

“Ver essas famílias passando por isso, como estão perseverantes e que têm que ter esses funerais em estacionamentos, como os que você nos mostrou, é um trauma coletivo que todos nós vivemos todos os dias”.

Ainda visivelmente emocionada, Sara encerrou a sua participação informando que não estava tudo bem e que as pessoas precisavam ter mais consciência. “Não está tudo bem o que estamos fazendo um com o outro. Essas famílias não deveriam estar passando por isso. Nenhuma família deveria passar por isso. Então, por favor, ouça o que essas família estão dizendo. Faça o que puder para ajudá-lo, mas você tem que fazer a sua parte”, disse ela como um apelo.

Cabe ressaltar que o estado da Califórnia é uma das regiões dos EUA mais afetadas pela pandemia. Apenas na última semana, autoridades relataram uma média de 14.518 novos casos da doença por dia na região, de acordo com o jornal Los Angeles Times.

Confira o momento:

Veja mais ›