Roberto Cabrini irrita bolsonaristas com perguntas a Sérgio Reis e Record é detonada

Record
Record virou alvo de bolsonaristas por entrevista com Sérgio Reis (Imagem: Reprodução / Record)

Sérgio Reis deu entrevista exclusiva para Roberto Cabrini, que foi exibida ontem (22), no Domingo Espetacular, mas acabou causando polêmica. Muitos bolsonaristas levantaram a hashtag “Record Lixo” para a lista dos assuntos mais comentados do Twitter, por causa das perguntas do jornalista.

Internautas que apoiam o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) acharam que a emissora pegou pesado com o cantor, que é acusado de convocar um ato antidemocrático para o feriado da Independência, em 7 de setembro.

Alguns internautas chegaram a chamar o repórter especial do Domingo Espetacular de “covarde”. “Esse Cabrini é um covarde e idiota. O cara está debilitado, e o fdp me vêm com aquelas perguntas, de inquisição. Não tinha um familiar, pra ter mandado o Cabrini tomar no c*, e ter o expulsado? A família poderia entrar na justiça e pedir o bloqueio da reportagem”, comentou um.

“Imprensa covarde”, disse outro bolsonarista. “A Record, se equiparou à Globo no quesito lixo, Cabrini foi um tremendo calhorda. Mais uma emissora que desce no meu conceito. Mídia podre”, disparou uma terceira.

Na entrevista, Sérgio Reis pediu desculpas por ter ameaçado o Superior Tribunal Federal e convocado o ato em apoio a Bolsonaro:

“Eu errei, cara, quem que não erra, quem não faz uma bobagem um dia? Não me arrependo de nada, só essa frase infeliz que brinquei com um amigo e vazou, mas não é a realidade. […] Quero me redimir com esse povo, desculpa. Até o Supremo [Tribunal Federal], se tiver algum pedido para me prender, aceito com respeito”.

“Não saí daqui, não me escondi. Se 6h da manhã vier a Polícia Federal aqui em casa, eu me entrego. […] Eu sou democrático, sou do bem, sou do amor”, disse Sérgio Reis, que chegou a aparecer na entrevista acamado.

Ele também apelou à idade para se defender. “Foi desequilibro mesmo. Já me chamaram de velho gagá, talvez. Com 81 anos a gente fica meio gagá. […] Posso até não ser gagá, mas falei uma bobagem como um velho gagá. […] Estou triste porque estão me julgando de uma forma que eu não sou”, disse.

Confira a repercussão:

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›