Roberto Irineu Marinho deixa a presidência da Globo após 18 anos

Roberto Irineu Marinho
Roberto Irineu Marinho deixa o comando da Globo após 18 anos (Imagem: Reprodução / Globo)

Na tarde da última quarta-feira (28), o Grupo Globo anunciou uma mudança importante na alta direção. Sai Roberto Irineu Marinho, que comandava o Conselho de Administração do conglomerado desde agosto de 2003, quando Roberto Marinho (1904-2003) morreu.

Ele deixa o cargo para o irmão do meio, João Roberto Marinho. A mudança foi aprovada por unanimidade pelo Conselho, e a partir de agora Roberto Irineu passa a ocupar a vice-presidência da Globo, do qual faz parte José Roberto Marinho, o caçula entre os irmãos Marinho.

Paulo Marinho, Roberto Marinho Neto, Alberto Pecegueiro e Jorge Nóbrega compõem a chamada alta cúpula da Globo. Jorge, aliás, permanece na presidência do Grupo Globo.

“Roberto Irineu assumirá a vice-presidência e manterá suas atribuições de membro do Conselho, apoiando seus irmãos e os outros conselheiros nas tomadas de decisão”, comunicou Jorge Nóbrega.

Em março de 2020, Roberto Irineu Marinho passou por um transplante de fígado após uma cirrose hepática não alcoólica. “A operação foi um sucesso apesar das dificuldades que uma operação desse porte traz. Já tive alta hospitalar, estou em plena recuperação e só posso agradecer a todos da espetacular equipe de transplantes de fígado do Hospital das Clínicas de SP liderada pelo Prof. Dr. Luiz Carneiro de Albuquerque”, disse na época.

Segundo a empresa, “o Conselho tem, entre as suas missões, a de definir a estratégia dos negócios, zelar pela manutenção dos Valores e da Essência Globo e aprovar os planos de negócios, com vistas ao futuro”.

“Ao longo dos últimos 20 anos, Roberto Irineu, João Roberto e José Roberto Marinho empreenderam um grande esforço na construção de um modelo de governança para o Grupo Globo que busca alcançar as melhores práticas corporativas do mercado”, declarou o presidente.

João Roberto Marinho é seis anos mais novo do que Roberto Irineu Marinho e dois anos mais velho do que José Roberto. Ele já era responsável por outros setores da alta cúpula. “Em 1998, os três [irmãos] se afastaram da gestão direta da empresa e formaram um Comitê de Gestão, a fim de que pudessem exercer uma liderança compartilhada da empresa, tendo, em 2011, assumido as funções de membros do Conselho de Administração, criado naquele ano”, pontuou Jorge.

João Roberto vai acumular funções no comando do Conselho Editorial e do Comitê Institucional da empresa. José Roberto Marinho vai continuar na presidência da Fundação Roberto Marinho.

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›