Samara Felippo revela como enfrentou divórcio com duas filhas pequenas

Samara Felippo
Samara Felippo fala como foi processo de separação do pai das suas filhas (Imagem: Reprodução / Instagram)

Samara Felippo participou recentemente de uma live com as atrizes Carolinie Figueiredo e Giselle Itié. Durante o bate-papo, elas falaram sobre experiências da vida e Felippo destacou o período de separação do antigo relacionamento com o ex-jogador de basquete Leandro Barbosa.

Mãe de Alicia, de 11 anos, e Lara, de 8, tudo aconteceu quando a caçula ainda estava com 20 dias de nascida. “Eu me  separei e eu pensei muito nisso: “Peraí, eu tenho uma criança de quatro anos, uma bebê de 20 dias”. Primeiro que eu nem começava a pensar em como eu iria tratar isso. Eu só estava entrando num luto, numa morte, não sei no que eu estava entrando, que eu ia ter que lidar com aquilo de alguma forma e precisaria pensar também nessa saúde mental dos meus filhos”, contou.

Ela revelou ainda como as filhas lidaram com essa mudança. A mais velha percebeu que havia algo diferente entre os dois:

“A minha filha de quatro anos, quando ela começou a perceber que o papai não estava mais ali junto, que o papai não dormia mais no quarto com a mamãe, ela começou a me questionar: “Por que o papai não está aqui?”. O diálogo e a sinceridade e falar a real com a criança, eu acho que é uma das coisas mais importantes”.

Já a caçula teve uma experiência bem diferente, já que cresceu em um lar sem a presença do pai.

A Lara, por exemplo, me perguntou uma vez que viu uma foto comigo com o pai dela e falou: “Você e o papai namoraram?”. Ela não tem esse trauma, entende. Ela cresceu num lar onde a mãe já tinha superado um pouco esse luto, essa dor… E venho pensando e trabalhando isso em mim desde então. Não foi fácil, eu vivi e passei por isso e ali, com uma criança de quatro anos, e eu respondia: “Filha, é isso, isso, isso… Pai e mamãe não se dão bem, então agora a gente está separando. A gente ama vocês igual. O seu pai te ama. Mamãe te ama. Você vai ter duas casas… Óbvio que eu estou falando de uma experiência muito própria minha… Mas eu acho que em primeiro lugar é pensar na felicidade da mãe. A mãe tem que estar bem. A mãe está feliz”, finalizou.

Confira:

Elson BarbosaElson Barbosa
Jornalista, encantado pelo entretenimento e pela possibilidade de contar e conhecer várias histórias ao mesmo tempo. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @ellsonbarbosa
Veja mais ›