Série sobre Sandy e Junior aponta conduta invasiva da mídia na infância da dupla

Sandy e Junior
Em seu programa no SBT, Jo Soares questionou Sandy e Junior sobre namoros quando dupla ainda era criança (Imagem: Reprodução / SBT)

Mais uma revelação bombástica foi feita no documentário Sandy & Junior: A História, disponibilizado no Globoplay. Agora foi mostrado que a relação da dupla com a mídia nem sempre foi amistosa, e existiam polêmicas e boatos a respeito dos dois.

O documentário traz várias imagens de arquivo da Globo e também do SBT, onde são mostradas entrevistas de Sandy & Junior. As imagens envolvem entrevistas em programas como o de Hebe Camargo, Xuxa Meneghel e Jô Soares, nas quais os apresentadores acabaram realizando perguntas consideradas invasivas.

Os cantores são famosos desde a infância. Sandy começou a carreira aos 8 anos de idade, e Junior aos 6. As duas crianças cresceram na TV, e foram capas de revistas e jornais. A dupla reinou nos anos 90, período no qual o pudor era menor, com isso ela acabou sendo alvo de perguntas indiscretas.

Perguntas sobre namoro, e até mesmo a sexualidade era algo comum nos programas de TV. “Naquela época, quando eles ainda eram crianças e pré-adolescentes, eu sofria muito mais do que eles. Porque eles [diziam] ‘deixa falar’, mas eu já sabia o quanto aquilo era sério”, relatou Noely, mãe da dupla.

A produção do Globoplay mostra que todo o assédio em torno da vida pessoal da dupla incomodava demais os jovens. Na adolescência, a pressão se intensificou sobre a imagem doce que Sandy sempre passava e todo o folclore que se criou em torno da virgindade da artista.

Já Junior, boatos sobre a sua sexualidade, dúvida muito atribuída devido a sua relação com a dança, teriam deixados marcas até hoje. Em meio a lágrimas, ele garantiu que essa situação “deixou cicatrizes profundas”.