Sheila Mello relembra concurso para ser “loira do Tchan” e choca com revelação

Sheila Mello
Sheila Mello relembra concurso para ser “loira do Tchan” e choca com revelação (Imagem: Reprodução / Instagram)

Sheila Mello, que ficou conhecida em todo o Brasil por seu trabalho como dançarina do É o Tchan, surpreendeu a todos na última quarta-feira (21) ao cantar uma curiosidade sobre seu ingresso no grupo musical.

Durante participação no podcast 1,89, a famosa revelou pela primeira vez que foi um ex-namorado seu quem pagou a inscrição para que ela participasse do concurso para ser a nova loira do Tchan.

“Teve patrocínio do ex-namorado. Eu não tinha o dinheiro da inscrição, R$ 50 na época. Era bem dura. Eu trabalhava numa boate em São Paulo, já tinha ido para a Bahia dançar, estava na quebradeira, como a gente brinca”, relembrou.

“O Tchan já era bombado naquela época, todo mundo que via o concurso falava para eu me inscrever. Ganhar um concurso aos 19 anos mexe com a cabeça, olhava para a banca e tinha cinco capas de revista ao mesmo tempo com meu rosto”, disse em seguida.

A bailarina, em outro momento do bate-papo, garantiu que a fama não fez com que ela se tornasse uma pessoa deslumbrada.

“Graças a Deus a minha essência é a mesma. Tanto que mesmo depois da poeira ter baixado, continuo com as mesmas amizades. Minha base é a minha família. Minha mãe, por exemplo, sempre dizia: ‘Lá fora você pode ser loira do Tchan, mas aqui em casa é minha filha. Desce daí'”, disparou.

“Vou carregar eternamente esse título com muita honra. Mas me divirto quando as pessoas passam por mim e cantam: ‘A nova loira do Tchan’. Obrigada pelo ‘nova’, porque dessa idade já passei um tempinho”, completou a beldade, que hoje tem 42 anos de idade.

Dançarina desde nova, Sheila foi criticada recentemente por postar vídeos dançando. Durante participação no Encontro, a famosa falou que alguns internautas apontam que ela já está velha para fazer esses tipos de performance nas redes sociais.

O palco me dá força. Está separado dessa questão de sensualidade, da sexualidade. Quando eu respondi [os comentários], queria que as pessoas contribuíssem [com esse diálogo], porque não é um problema meu, é um problema coletivo”, desabafou a artista.

“Não tenho problemas com o meu micro – minha mãe, minha família sempre abençoaram a dança. O problema é um sintoma do macro, que por trás tem falas machistas. Quando alguém diz isso, que é para eu deixar a dança para as novinhas, há uma questão social projetada por trás dessa pessoa, de falas machistas da família daquela pessoa”, pontuou.

MAIS LIDAS

Álvaro Penerotti
Álvaro Penerotti sempre foi bastante engajado a tudo que envolve o mundo da TV e Famosos. Com intensa vivência na área de jornalismo e mídias sociais, já trabalhou em rádio e também em importantes veículos de comunicação na web. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @AlvaroPenerotti.
Veja mais ›