Sikêra Jr é banido do Instagram após disparar machismo e homofobia

Sikêra Jr
Sikêra Jr perde patrocinadores e perfil no Instagram (Imagem: Reprodução / RedeTV!)

Sikêra Jr comanda o programa Alerta Nacional nas tardes da RedeTV! e, mesmo prejudicado, continuou fazendo publicações preconceituosas nas redes sociais.

Diante disso, o Instagram recebeu muitas denúncias e acabou tirando do ar o seu perfil nesta terça (6). A atitude foi tomada após um vídeo polêmico divulgado.

Na legenda, ele disparou: “Mulher, se você passou em frente a uma obra e nenhum pedreiro assobiou… acabou para você!”.

Seus seguidores riram da situação, mas os internautas mais conscientes não acharam nenhuma graça e fizeram questão de denunciar.

Até o momento, a página não foi reativada. Além disso, o jornalista também perdeu vários anunciantes em seu programa na RedeTV!.

A empresa Olina, que fabrica medicamentos para má digestão, foi uma das últimas que se pronunciou nas redes sociais após a fala LGBTQfóbica do famoso recentemente.

No Instagram, a marca, que é a 29ª a romper com o programa Alerta Nacional, postou:

“Viemos através deste deixar claro que nunca compactuamos e nunca compactuaremos com qualquer discurso de ódio, seja ele de qualquer espécie. Agradecemos a todos que aqui vieram nos alertar sobre o assunto, porém, ressaltamos que, diante de posturas e condutas do apresentador que não condizem com o que acreditamos, a Olina não anuncia no programa há mais de um ano”.

Somos uma empresa série que preza sempre pelo bem-estar de todos e pelos direitos individuais e/ou coletivos e achamos que toda luta e bandeira deve ser respeitada, assim como aqueles que a levantam. Ficamos à disposição para maiores esclarecimentos. Muito obrigado“, completou a nota.

No último dia 25, para quem não acompanhou, o jornalista causou polêmica e chamou gays de “raça desgraçada”. Na ocasião, ele atacou a comunidade LGBTQIA+ por causa de uma propaganda feita pelo Burger King.

Vocês precisam de tratamento! Que tara é essa de pegar as crianças do nosso Brasil?”, questionou o apresentador.

A gente está calado, engolindo essa raça desgraçada, mas vai chegar um momento que vamos ter que fazer um barulho maior. Deixa a criança crescer, brincar, descobrir por ela mesma. O comercial é podre, nojento“, disparou.

“Isso não é conversa para criança. O cara que criou essa campanha é um vagabundo. Nojo de vocês. Isso é pedofilia e abuso infantil“, acusou.

Outras empresas que romperam com o apresentador foram a AmazonGás, MRV Engenharia, HapVida, Tim Brasil, Magazine Luiza, Nivea Brasil, Ford Brasil, Betsul, Casas Bahia, Novo Mundo, Delinea Corpus, Caixa, Yamaha, Faculdade Única, Ipok, Flex Farma e Sorridents. O Grupo Effective, patrocinador de Sikêra Jr, tomou uma atitude diferente. Para a empresa, o apresentador do Alerta Nacional atacou “um fato e não a classe LGBTQIA+”.

Nós do grupo Effective, assim como Sikêra Junior trabalhamos com público LGBTQIA+, inclusive com cargos de confiança e não há qualquer repúdio, discriminação ou ódio contra nossos queridos amigos e colaboradores dessa classe que compreenderam, assim como nós, a manifestação do apresentador“, expressou.

Confira:

Lucas MedeirosLucas Medeiros
Lucas Medeiros é formado em Comunicação Social e escreve sobre o dia a dia da TV.
Veja mais ›