Sikêra Jr ofende homossexuais e acusa propaganda da Burger King de pedofilia

Sikêra Jr
Sikêra Jr ofende homossexuais e acusa propaganda da Burger King de pedofilia (Imagem: Reprodução / RedeTV!)

Sikêra Jr já causou diversas polêmicas com suas opiniões que passam longe de serem politicamente corretas. O apresentador do Alerta Nacional detonou a campanha da Burger King, acusou os empresários de pedofilia e deu um show de homofobia num discurso feito na sexta-feira (25).

Resumidamente, a propaganda da famosa marca de comidas fast-food traz crianças de diferentes idades sendo entrevistadas, no intuito de explicá-las que ver pessoas do mesmo sexo juntas não é algo abominável, visto que algumas tem pais homossexuais.

O jornalista disparou contra o público LGBTQIA+, protagonista e alvo desse comercial, reprovando diretamente a mensagem passada e os acusando de quererem destruir a família:

Como está descarado… Não conseguem convencer os adultos, agora viram que o Brasil está bem atento à sacanagem e a covardia, agora querem atacar as crianças. Livrai nossos filhos dessa lacração que não tem pai, não tem família, não tem filho, não reproduz, não procria, não contribui em nada”.

Sikêra foi reforçando esse discurso, atacando e provocando os donos da Burger King, inclusive prometendo tomar atitudes mais radicais contra essas pessoas e emitindo preconceitos:

Será que o dono da empresa comunga com essa safadeza ou é só esse grupinho lá dentro que se reúne e diz: ‘Vamos acabar com a família brasileira’ (…) A criançada está sendo usada. Um povo lacrador que não convence mais os adultos e agora vão usar as crianças. É uma lição de comunismo: vamos atacar a base, a base familiar, é isso que eles querem. Nós não vamos deixar”.

O titular do telejornal da RedeTV! foi aumentando o tom cada vez mais, discriminando o público homossexual, desestimulando a informação e acusando o material de disseminar pedofilia:

Vocês precisam de tratamento! Que tara é essa de pegar as crianças do nosso Brasil? A gente está calado, engolindo essa raça desgraçada, mas vai chegar um momento que vamos ter que fazer um barulho maior. Deixa a criança crescer, brincar, descobrir por ela mesma. O comercial é podre, nojento. Isso não é conversa para criança. O cara que criou essa campanha é um vagabundo. Nojo de vocês. Isso é pedofilia e abuso infantil”.

No fim de tudo, Sikêra Jr colocou a religião como algo soberano — ignorando o estado laico —, desejando o pior para os publicitários e os LGBTQIAs e criando uma guerra entre pessoas de sexualidades diferentes:

Preconceito existe, mas vocês é que estão querendo dizer à pulso que isso é normal. Não é! Da vida do homem de bem e da família tradicional brasileira, não é. Se deem ao respeito. Tudo maconheiro, usando as crianças. Jesus, só o seu castigo para colocar essas pessoas no lugar”.

Confira:

Matheus Henrique MenezesMatheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›