Sob Pressão: Personagem de Bruno Garcia vai dirigir hospital após assumir homossexualidade

Bruno Garcia
Bruno Garcia vive Décio na série Sob Pressão (Imagem: Divulgação / Globo)

O personagem de Bruno Garcia em Sob Pressão, Décio, vai atuar como diretor do Hospital Edith de Magalhães, na quarta temporada da série, que estreia nesta quinta-feira (12) na Globo.

O cenário da trama vai se intensificar ainda mais diante do cotidiano intenso de uma emergência pública, somado a uma pressão ainda maior, já que a unidade de saúde da ficção se tornou uma grande referência de atendimento.

Agora os médicos são responsáveis por um hospital de grande porte. As dificuldades de trabalhar em um sistema cheio de falhas continuam as mesmas, mas a escala aumentou significativamente”, disse o ator em entrevista ao colunista Zean Bravo.

O artista se orgulha do processo evolutivo do seu personagem nas diferentes fases que viveu ao longo da produção: “A experiência de fazer uma série tão longeva quanto Sob Pressão é única, uma vez que temos a oportunidade de viver muitas fases de um personagem. Nós amadurecemos e envelhecemos com ele“.

O famoso também observa o crescimento de Décio desde que assumiu a homossexualidade. “Passamos a vê-lo em camadas mais complexas. E sua ascensão profissional, assumindo a direção dos hospitais onde trabalha, revela seu crescimento interior. O desafio é representar as mudanças que isso causou em sua vida sem perder a essência de sua personalidade”, refletiu.

A sexualidade do personagem não é exatamente uma novidade. Ainda na primeira temporada, o ator protagonizou uma cena de beijo com Kelner Macêdo, intérprete de Kleber, paciente soropositivo atendido no Hospital São Tomé Apóstolo.

Sobre a preparação para cena, Bruno destacou: “A gente conversou bastante sobre essa questão de que a gente está fazendo um seriado que é realista. Não tem discussão: ‘Vamos dar o beijo e é isso, vamos só cuidar para que a cena seja delicada e não pareça apelativa’. A Rebeca Diniz, diretora, mandou muito bem. Aquele plano-sequência é lindo, com uma atmosfera de verdade para tocar as pessoas de uma maneira geral“, relembrou.

Questionado se teria algum problema em beijar outro homem em cena, ele é enfático: “Zero problema em dar um beijo na boca de outro homem, pelo contrário, é até um desafio dramatúrgico maravilhoso“.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›