Ricardo Boechat
Âncora do “Jornal da Band”, Ricardo Boechat faleceu nesta segunda-feira (11), em queda de helicóptero (Imagem: Reprodução / Band)

Corre nos principais veículos de imprensa a versão de uma testemunha do acidente de helicóptero que vitimou Ricardo Boechat na manhã desta segunda-feira (11): Leilaine Rafael da Silva teria visto o jornalista se atirar da aeronave antes da colisão desta com um caminhão, na rodovia Anhanguera, que liga o interior à capital de São Paulo. A vendedora relatou tal versão em depoimento no 46º Distrito Policial, onde o caso foi registrado.

Uma pessoa pulou do helicóptero. O piloto ficou dentro do helicóptero. A pessoa que caiu na pista. Era o que tinha pulado primeiro. Ele pulou na pista, caiu no chão e o helicóptero caiu em cima dele”, relatou Leilaine às autoridades policiais, conforme reproduzido no portal G1. “Mas eu queria salvar ele. Porque o piloto não pulou, ficou dentro do helicóptero”, afirmou.

A testemunha disse notar o helicóptero em baixa altitude, enquanto passava de moto pela rodovia, na companhia do marido. Segundo ela, uma pessoa se atirou do alto em direção ao solo, antes da colisão da aeronave com a dianteira de um caminhão. Foi Leilaine, aliás, quem quebrou o vidro do veículo e auxiliou na remoção do motorista, que sofreu ferimentos leves. Na sequência, ela se dirigiu a Boechat, então debaixo de destroços do helicóptero.

Se o helicóptero não tivesse caído em cima dele ele tinha sobrevivido. Não tinha o que fazer, mas ele estava vivo”. Segundo ela, o jornalista teria acenado com a mão, pedindo auxílio; um rapaz da concessionária responsável pela rodovia, contudo, solicitou que ela se afastasse do helicóptero por conta do vazamento de combustível; a aeronave “explodiu” em seguida.

 

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!