The Voice Kids é indicado ao Emmy Internacional com marca histórica

The Voice Kids
Márcio Garcia à frente do The Voice Kids (Imagem: Reprodução / Globo)

A Globo continua se destacando no exterior e, pelo quarto ano consecutivo, foi indicada ao Emmy Kids Internacional com o The Voice Kids, de acordo com a colunista Patrícia Kogut.

Segundo a publicação, na manhã desta terça-feira (7), o reality brasileiro estava entre os concorrentes que foram citados pela Academia Internacional de Artes e Ciências da Televisão.

Neste ano, o The Voice Kids vai disputar a categoria Factual e Entretenimento com produções da Jordânia, Reino Unido e Bélgica, sendo a única produção brasileira nas categorias.

Os vencedores serão anunciados por meio de uma cerimônia virtual, no dia 12 de outubro de 2021. A edição do programa contou com André Marques e Thalita Rebouças no comando.

Carlinhos Brown, Simone & Simaria e Claudia Leitte foram os técnicos, porém, o programa foi interrompido em 2020, por conta da pandemia, e voltou a ser gravado com mudanças.

Mumuzinho entrou no lugar de Claudia Leitte, enquanto Kauê Penna, do time de Brown, foi o vencedor, na disputa contra Maria Eduarda Ribeiro (de Claudia Leitte, com Mumuzinho) e Paulo Gomiz (de Simone & Simaria).

Em 2019, a Globo já havia levado o prêmio inédito de “Melhor Série” no Emmy Internacional Kids por conta de Malhação: Viva a Diferença. Mas essa não foi a sua única conquista no geral.

A Globo também  recebeu duas indicações ao Emmy Internacional de Jornalismo. A Academia Internacional de Televisão divulgou a lista e, pela 15ª vez, o jornalismo do canal líder de audiência está na lista de finalistas.

Na categoria Notícia, o Jornal Nacional foi indicado pela cobertura da pandemia de coronavírus. A Globo concorre com representantes do Reino Unido, do Catar e da Rússia.

Uma reportagem da equipe do Profissão Repórter, comandada por Caco Barcellos e Danielle Zampollo e exibida no Fantástico está na categoria Atualidade. Ela mostra a dura rotina de médicos no combate à pandemia.

A matéria concorre com indicados do Quênia, da Holanda e do Reino Unido Os vencedores serão anunciados no dia 28 de setembro em cerimônia online por causa da pandemia do coronavírus.

Confira a nota na íntegra:

“A Academia Internacional de Televisão, Artes e Ciências divulgou nesta quinta-feira, dia 19, nos Estados Unidos, os indicados ao prêmio Emmy Internacional de Jornalismo 2021. Pelo 15º ano seguido, o sétimo consecutivo nas duas categorias (Notícia e Atualidades), o jornalismo da Globo está na lista de finalistas. Os vencedores do Emmy serão anunciados no dia 28 de setembro, em cerimônia online por causa da pandemia de coronavírus. Em 2011, o Jornal Nacional ganhou o Emmy Internacional de Jornalismo pela cobertura da retomada do conjunto de favelas do Alemão pelas forças de segurança do Rio de Janeiro.

Na categoria Notícia, o Jornal Nacional foi indicado pela cobertura da pandemia de coronavírus. Matérias que mostraram hospitais lotados, pacientes em busca de tratamento, os brasileiros que tiveram suas vidas interrompidas pela doença e a luta de famílias para conseguir enterrar seus parentes. A Globo concorre com representantes do Reino Unido, do Catar e da Rússia.

Já uma reportagem da equipe do Profissão Repórter, exibida no Fantástico, concorre na categoria Atualidade com indicados do Quênia, da Holanda e do Reino Unido. A matéria de Caco Barcellos e Danielle Zampollo mostra a dura rotina de médicos no combate à pandemia, com imagens emocionantes e dramáticas gravadas pelos próprios profissionais do Hospital Geral de Vila Penteado, em São Paulo, entre o fim de maio e o início de junho. UTIs lotadas, decisões difíceis, estresse físico e mental. Diante de tudo isso, a luta incansável por cada paciente.

Além do prêmio do Jornal Nacional em 2011, a Globo já recebeu outros 17 troféus do Emmy. O primeiro foi o de Personalidade Mundial da Televisão, recebido por Roberto Marinho, em 1976, prêmio que receberia novamente em 1983. Seu filho, Roberto Irineu Marinho recebeu a estatueta em 2014, na mesma categoria. Em 1981, ganhou com o musical A Arca de Noé e em, 1982, com Morte e Vida Severina. A Globo foi premiada oito vezes por Melhor Novela, com Caminho das Índias (2009), Laços de Sangue, coprodução com a SIC, exibida em Portugal (2011), O Astro (2012), Lado a Lado (2013), Joia Rara (2014), Império (2015), Verdades Secretas (2016) e Órfãos da Terra (2020). A Mulher Invisível (2012) e Doce de Mãe (2015) venceram na categoria ‘Melhor Comedia’. Fernanda Montenegro recebeu o prêmio em 2013 como Melhor Atriz por seu papel em Doce de Mãe. A Globo também recebeu o prêmio de melhor série no Emmy Internacional Kids 2018, com Malhação: Viva a Diferença.”

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›