Thelma Assis sofre derrota na Justiça após ação contra Eduardo Bolsonaro

Thelma Assis
Thelma Assis aciona filho de Bolsonaro na Justiça (Imagem: Reprodução – Instagram – YouTube / Montagem – RD1)

Campeã do BBB 2020, Thelma Assis processou o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e obteve sua primeira derrota na Justiça. A juíza Paula Fernanda Navarro não atendeu ao pedido da ex-sister para que o processo corra em segredo de Justiça.

A médica anestesiologista moveu uma ação contra o político após ele ter criticado a apresentadora por ter viajado com Manu Gavassi, Rafa Kalimann e Bruna Marquezine para uma ilha no final do ano passado.

“Indefiro o pedido, já que as partes são pessoas públicas conhecidas”, decidiu a magistrada, que entendeu que as colocações de Bolsonaro em suas publicações contra Thelma foram confirmadas pela própria, que viajou durante o período que a ideia era pelo isolamento social:

“Observo que a reclamação da parte autora recai sobre as críticas que lhe foram endereçadas em razão de um vídeo institucional que pede isolamento social aos cidadãos paulistanos, mas é acusada de descumpri-lo, pois estava em uma ilha com outros amigos para as festividades de fim de ano. Os fatos trazidos como ofensivos não são falsos, conforme relatos da própria autora, que confirmou que estava em uma ilha em companhia de outros oito amigos”.

Os detalhes do processo foram exibidos por Eduardo em sua rede social, onde chamou Thelma Assis de hipócrita por ter pedido para que as pessoas respeitassem o isolamento social em um institucional para a TV e redes sociais, mas viajou nas festas de fim de ano:

“Recentemente postei que Thelminha, ex-BBB, era hipócrita por ter ganho R$ 180 mil para fazer vídeo para a Prefeitura de São Paulo dizendo para as pessoas ficarem em casa, mas ela própria foi festejar o final de ano numa ilha com amigas. Ora, pois esta é a própria definição de hipocrisia: falar algo e fazer outro”.

Na ação, Thelminha pediu a retirada do post do parlamentar, o que também foi negado pela juíza. “Tudo embasado na liberdade de expressão consagrada em nossa constituição e no caso concreto, pois de fato Thelminha disse para as paulistanos ficarem em casa, mas nem ela própria o fez”, alfinetou Eduardo.

Confira:

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›