Thiago Oliveira fala sobre representatividade na TV após conquistar novo espaço na Globo

Thiago Oliveira é o novo apresentador do Esporte Espetacular (Imagem : Maurício Fidalgo / Globo)

Aos 36 anos, Thiago Oliveira vive um momento muito especial na carreira. O rapaz assumiu o desafio de apresentar o Esporte Espetacular desde o último domingo (14). Empolgado com a oportunidade, o jornalista contou que a atração faz parte da sua vida desde muito novo.

“Desde os 12 anos eu falava que queria ser apresentador. Nunca me esqueço dos eventos em casa que organizava com a minha família quando eu tinha essa idade. Entrei no ar em 2007, em um programa de vendas. Logo depois surgiu a oportunidade de fazer um programa voltado para o esporte. Abracei e não larguei mais“, afirmou em entrevista à revista Quem.

Antes de sua passagem pela Globo, em 2018, o artista fez parte do SporTV e da TV Gazeta, onde comandou um programa de vendas antes de conquistar uma oportunidade na cobertura esportiva.

Ao falar sobre representatividade na TV, Thiago torce para que haja mais oportunidades para todas as pessoas.

O racismo está em todos os cantos. [Na infância] Não entendia por que eu não podia correr na rua ou colocar o capuz na cabeça se estivesse com frio. Só fui entender depois. Não é à toa que crescemos com esse receio de sermos apontados como os errados. Na escola, sempre que sumia uma borracha ou um lápis, a primeira coisa que faziam era olhar pra mim. E tenho a sensação que isso acontece até hoje, em outras proporções“, disse.

Sobre suas inspirações para carreira de comunicador, Oliveira citou Serginho Groisman, Otaviano Costa, Luciano Huck, Gugu, Celso Portiolli e Faustão, além de lembrar das dicas que recebeu de Silvio Santos, quando ainda trabalhava como produtor de TV. “Ele, uma vez, me disse: ‘Você que quer fazer TV? Então nunca fique totalmente de frente pra câmera. Quebre um pouco para um lado, para você ficar em uma posição agradável a quem estiver assistindo’“.

O novo comandante do Esporte Espetacular ainda ressaltou que sua paixão pelo esporte é antiga:

O esporte sempre fez parte da minha vida por incentivo dos meus pais, que me colocaram para fazer natação, judô e futebol. Desde os 12 anos eu falava que queria ser apresentador. Nunca me esqueço dos eventos em casa que organizava com a minha família quando eu tinha essa idade. Entrei no ar em 2007, em um programa de vendas. Logo depois surgiu a oportunidade de fazer um programa voltado para o esporte. Abracei e não larguei mais”.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›