Triturando flopa em 2021 tanto quanto em 2020

Triturando
Chris Flores na condução do Triturando; atração do SBT amarga derrotas para Globo, Record e Band na virada de 2020 para 2021 (Imagem: Reprodução / SBT)

O Triturando talvez precise recorrer às tradicionais simpatias de Réveillon caso queira atrair mais público em 2021. As primeiras edições do novo ano registraram audiência tão pífia quanto as últimas de 2010. De quarta-feira (30) a sexta-feira (1°), o programa do SBT amargou a terceira colocação, atrás de Globo e Record. No sábado (2), a Band também ultrapassou o formato concebido por Silvio Santos.

Na quarta, das 15h17 às 16h32, o Triturando marcou 3,2 pontos, 3,8 de pico e 7,8% de share. No mesmo período, 10,5 para a Globo e 5,1 com a Record. Na quinta-feira (31), entre 15h17 e 16h31, a atração de Ana Paula Renault, Chris Flores, Flor Fernandez e Gabriel Cartolano consolidou 3,7 pontos, 4,4 de pico e 8,7% de share. Aqui, 11,6 da Globo e 5,1 da Record.

Os índices minguaram na sexta: 2,8 pontos, 3,4 de pico e 7,1% de share, das 15h17 às 16h33, contra 13 da primeira colocada e 4,1 da segunda – a Band ficou “na cola”, com 2,1. No sábado, a emissora da família Saad venceu o SBT com ampla vantagem. Entre 17h26 e 19h39, o Triturando bateu 2,7 pontos, 3,9 de pico e 5% de share versus 16,4 da Globo, 7,8 da Record e 5,1 da Band.

Importante salientar, porém, que toda a grade do SBT anda em baixa… Entre quarta e sexta, por exemplo, apenas o Programa do Ratinho e as atrações exibidas na sequência, do fim de noite até a manhã do dia seguinte, atingiram a vice-liderança. No sábado, segunda colocação apenas para The Thundermans (6,1) e os formatos exibidos na madrugada – quando a Record veicula telecultos.

Na quarta, o Casos de Família com Christina Rocha foi vice no aperto (3,7 x 3,6 da Record). Na quinta e na sexta, segundo lugar para o Primeiro Impacto (3,3 x 3,2 e 3,5 x 3,47). Também na sexta, vitória para a reprise de Chiquititas (2013) sobre a principal concorrente, Record (5,8 x 5,5).

Os dados são referentes a Grande São Paulo.

Duh SeccoDuh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog "Vivo no Viva", repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.
Veja mais ›