Fofoquito
Ex-repórter do SBT, Fofoquito vence processo contra Valdemiro Santiago (Imagem: Reprodução / Instagram)

O pastor Valdemiro Santiago foi obrigado pela Justiça a desembolsar R$ 500 mil em indenização contra o ex-integrante do Fofocalizando, do SBT, o repórter Everton Luiz Di Souza, o Fofoquito. A decisão foi em primeira instância e cabe recurso.

De acordo com as informações do site Notícias da TV, Everton moveu uma ação contra a banda e a editora musical de religioso por direitos autorais de uma música e pela direção e produção de um documentário biográfico do religioso, lançado em DVD. Com a decisão, o ex-SBT deve receber quase R$ 500 mil.

O juiz Daniel Serpentino definiu o pagamento de R$ 153.846,15 de indenização por danos materiais e mais R$ 20 mil por danos morais. O processo foi aberto em 2011 e com a correção monetária e os juros moratórios retroativos, o valor se aproxima do meio milhão de reais.

Na sentença, o determinado é que caberá a WS Music LTDA., à Banda Mundial (da Igreja mundial do Poder de Deus, fundada por Valdemiro) e ao cantor Jairo Passos, vocalista da banda, o pagamento da indenização.

Ainda de acordo com a reportagem, Everton Di Souza pretende recorrer da decisão. Em sua ação, ele pede uma indenização de R$ 48 milhões de reais. O advogado dele, José Pereira Leal Junior, afirmou que vão questionar a indenização dada pelo juiz pelo fato de Valdemiro Santiago ter ganhado muito dinheiro em cima do trabalho de Everton.

Amigo de Bolsonaro, Silvio Santos chama início da ditadura de golpe

Aliado do presidente Jair Bolsonaro (PSL), Silvio Santos chamou a atenção no seu programa, neste domingo (13), ao afirmar que o início da ditadura militar foi o golpe. O político, cabe lembrar, nega essa ideia e diz que o que aconteceu na data foi uma “revolução militar” com apoio da sociedade civil.

Durante a atração do SBT, o apresentador questionava os participantes do Bolsa Família com perguntas de conhecimentos gerai. Uma das perguntas era “O que aconteceu no Brasil em 31 de março de 1964?”.

Um dos quatro competidores respondeu “golpe militar” e o dono da emissora se divertiu: “Golpe não é comigo”. As outras opções de resposta da questão eram “um massacre popular”, “a proclamação da República” e “eleições diretas”.

Vale lembar que, depois, do golpe, em 1964, o país viveu mais de 20 anos em uma ditadura em que todos os presidentes eram generais do Exército, sem eleição direta.

Nas redes sociais, os internautas dividiram opiniões e ironizaram os apoiadores de Bolsonaro. “Eita, é hoje que o gado infarta! Os Bolsomongos devem estar possessos. Lista de comunistas não para de ser atualizada”, disparou um telespectador.

“Maoêeee, se o Silvio Santos está dizendo que foi golpe quem é a família Bolsonaro pra discordar?”, comentou mais um. “Até Sílvio Santos acabou de assumir que aconteceu um Golpe Militar no Brasil”, escreveu um terceiro usuário do Twitter.

🔵BOLETIM RD1 🔥 Notícias dos Famosos

Você está ficando de fora...

Não perca nada!

Saiba tudo o que está em alta no Instagram dos Famosos.

EU QUERO