Versão hispânica de Fina Estampa chega ao Globoplay; confira detalhes

Fina Estampa
Versão de Fina Estampa vai chegar ao catálogo da plataforma (Imagem: Divulgação)

A versão hispânica de Fina Estampa vai chegar ao catálogo do Globoplay. Segundo informações da colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, Marido de Aluguel vai entrar na plataforma ainda neste mês.

A trama, escrita em 2014 por Perla Farías sob supervisão de Aguinaldo Silva, autor da história original, traz a protagonista Griselda, vivida por Lilia Cabral no Brasil e interpretada no exterior por Sonya Smith.

Já a grande vilã, Tereza Cristina, que aqui foi feita por Christiane Torloni, ganhou vida com Maritza Rodríguez. Outro grande destaque da novela, o mordomo Crô (Marcelo Serrado), foi chamado de Ro e interpretado por Ariel Texido na versão hispânica.

Outro nome também foi dado a René, papel de Dalton Vigh. Conhecido como Reinaldo, o personagem foi interpretado por Juan Soler. Enquanto Guaracy marcou a estreia de Paulo Rocha na TV brasileira, na adaptação ele foi rebatizado de Gabriel e vivido por Ricardo Chávez.

Quinzé, filho mais velho de Griselda, foi o papel de Malvino Salvador no Brasil e, na adaptação, o personagem Kike coube a Roberto Manrique. Rafael, namorado de Amália, foi vivido por Marco Pigossi na trama original, enquanto Pablo Azar foi o responsável pelo papel na adaptação.

Por falar em Amália, a moça foi feita por Sophie Charlotte aqui e Ana Carolina Grajales fez a adaptação. Coube a Kimberly Dos Ramos o papel de Patricia, vivida por Adriana Birolli no Brasil. Na versão hispânica, Pereirinha (José Mayer) virou José Salinas e foi interpretado por Miguel Varoni.

Por fim, Teodora, que foi protagonizada por Carolina Dieckmann em ‘Fina estampa’, ganhou uma nova versão de Daniela Navarro na adaptação do folhetim.

Vale lembrar que Christiane Torloni se manifestou sobre sua personagem Tereza Cristina. A atriz participou de uma live recentemente feita pelo jornal Extra, do Grupo Globo, e aproveitou para opinar sobre a vilã.

Segundo a artista, a personagem seria classificada como politicamente incorreta. “Desde o começo, Tereza Cristina demonstra no dueto com Crô (Marcelo Serrado) que eles são hiper-realistas, como se fossem mesmo uma história em quadrinho. O tom dela é farsesco. Isso justifica uma série de coisas loucas“, analisou.

Não existe ninguém mais politicamente incorreto do que Tereza Cristina. Ela diria coisas que eu, como Torloni, não posso nem reproduzir. Na boca de uma personagem tem um tamanho, na de uma pessoa real vira boletim de ocorrência“, emendou Christiane.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›