Volta de O Máskara para a Globo turbina Sessão de Sábado

Sessão de Sábado
Jim Carrey (Stanley / Máskara) em O Máskara; filme volta à Globo, após passagem pelo SBT, e eleva audiência da Sessão de Sábado (Imagem: Reprodução / Globo)

A Sessão de Sábado da Globo destacou, anteontem (13), um filme que fez história no SBT. Embora tenha estreado na TV aberta via canal dos Marinho, O Máskara (1994) manteve-se em alta entre o público graças às muitas exibições no Cine Espetacular e na Tela de Sucessos, da emissora de Silvio Santos. A passagem pela “antiga casa” fez bem à audiência, de acordo com dados da Grande São Paulo.

No ar das 14h10 às 15h47, O Máskara acumulou 13,7 pontos, 15,5 de pico e 28,4% de participação no número de televisores ligados (share) contra apenas 6,6 da Record e 4,6 do SBT. A comédia estrelada por Jim Carrey assumiu a liderança entre os títulos exibidos pela Sessão de Sábado na temporada 2021, superando os 13,4 de Forrest Gump – O Contador de História (1994) e de A Bela e a Fera (2017), dias 2 e 30 de janeiro.

Pela manhã, o Como Será de Sandra Annenberg atingiu 4,2 de média. O É de Casa, conduzido por Ana Furtado, Manoel Soares e Patrícia Poeta, alcançou 6,8 pontos. A liderança da Globo foi mantida pelo SP1, então comandado por Michelle Barros: 12,6 de média. Ainda, 13,2 para o Globo Esporte, capitaneado pelo titular Felipe Andreoli, e 12,8 do Jornal Hoje com César Tralli.

Logo após O Máskara na Sessão de Sábado, entre 15h47 e 18h26, o Caldeirão do Huck anotou 14,3 pontos, 17 de pico e 26,1% de share. Em destaque, os quadros Tem ou Não Tem? e The Wall – com um dos maiores prêmios da competição, mais de R$ 300 mil, para um casal de namorados engajado na luta por transplantes de órgãos.

À noite, das 19h09 às 19h38, o SP2 amealhou 22,4 pontos, 23,6 de pico e 36,3% de share. Alan Severiano respondeu pelo informativo local e pelo boletim sobre a Covid-19 no Jornal Nacional, a cargo de Ana Luiza Guimarães e Hélter Duarte. O noticiário, entre 20h30 e 21h22, angariou 25,7 pontos, 27 de pico e 44,3% de share.

A linha de shows contemplou o BBB 2021, que bateu 24,5 de média, e o Altas Horas de Serginho Groisman, consolidando 14,2. Na sequência, o compilado de desfiles marcantes das escolas de samba do Rio de Janeiro e de São Paulo, com Ailton Graça e Milton Cunha. Desfile N° 1 Brahma emplacou 6,5 pontos.

Por fim, o boletim Rede BBB, que garantiu 5,3 de média, e os filmes do Corujão: 4,1 de Podecrer (2011), 3,4 para Os Descendentes (2011) e 3,4 com Tainá – A Origem (2011).

Duh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog Vivo no Viva, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.
Veja mais ›