Web critica o fato de Zilda ser tratada como escrava em Laços de Família

Laços de Família
Thalma de Freitas (Zilda) em Laços de Família; web condena tratamento dispensado por patrões à empregada (Imagem: Reprodução / Globo)

O capítulo desta quinta-feira (31) de Laços de Família (2000) levou a novela aos TrendingTopics do Twitter. Além da repercussão do noivado de Camila (Carolina Dieckmann) e Edu (Reynaldo Gianecchini), no qual Helena (Vera Fischer) brilhou por perdoar a filha – que lhe roubou o namorado – e defenestrar Alma (Marieta Severo), a trama do Vale a Pena Ver de Novo, da Globo, trouxe o tratamento equivocado dispensado a Zilda (Thalma de Freitas).

A fiel escudeira de Helena, que sempre se refere à ela como “da família”, não participou da festa de Camila e Edu. Também precisou assumir os cuidados dos filhos de Capitu (Giovanna Antonelli) e Clara (Regiane Alves), convidadas para o evento. E ainda foi repreendida pela filha da patroa, por insistir para que ela se alimentasse como convém a uma grávida.

Na web, a relação de Camila e dos demais personagens com Zilda foi considerada escravocrata. “Zilda só é boa para fazer suquinho, pro noivado ela não serve“, afirmou um usuário. “Camila e Helena gostam tanto da Zilda que nem convidaram ela pra festa“, observou outro. “A Zilda é aquela empregada que o patrão diz ‘é da família’, mas na primeira oportunidade descarta“, salientou mais um.

O internauta Geraldo Ramos Jr lamentou o fato das relações entre empregados e patrões não ter evoluído como deveria, nos 20 anos que separam a exibição original desta terceira reprise. Ele lembrou que a primeira vítima do novo coronavírus no Rio de Janeiro era doméstica e foi contaminada pela patroa; o fato se deu em março, no Leblon, bairro fluminense onde o folhetim de Manoel Carlos é ambientado.

Confira:

Duh SeccoDuh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog "Vivo no Viva", repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.
Veja mais ›