Whindersson Nunes anuncia financiamento de pesquisa para mobilidade de cadeirantes

Whindersson Nunes
Whindersson Nunes contou detalhes de sua ação nas redes sociais (Imagem: Junior Marques / Reprodução / Instagram)

Whindersson Nunes revelou nas redes sociais que tem feito parte de mais um projeto solidário. O humorista fez o relato ao ser questionado por um seguidor sobre um pedido de ajuda para um time de futebol.

No Botafogo, Felipe Neto e Marcelo Adnet ajudaram financeiramente a contratar o lateral Rafael, um bom reforço pra sequência do campeonato. Tá na hora do Whindersson Nunes gastar seus milhões com o Vasco, juntar com outro vascaino famoso e trazer o Coutinho de volta“, disse o internauta. Whindersson, então, disparou:

“Tô financiando uma pesquisa pra um motor adaptado pra motorizar qualquer tipo de cadeira de rodas, e um dispositivo que deixa uma mancha fluorescente nos buraco das estradas pra ninguém se acidentar a noite já q não tapam os buracos. Não vou gastar nada com time, só torcer”.

O youtuber, inclusive, esteve no Encontro e pediu aos seus fãs para que tenham mais empatia por Maria Lina Deggan. Ele falou sobre o assunto ao comentar a respeito do Setembro Amarelo.

Tem toda uma parada ao redor de empatia, que a galera precisa voltar a entender o significado real”, alertou o humorista, na atração. “A galera acha que empatia vem quando está todo mundo detonando a pessoa e você vai lá se compadecer e não é isso. A empatia não é só para a pessoa. Você ter empatia com alguém é você pensar na mãe dela, no pai dela e no filho dela”, disse.

Whindersson Nunes também citou Karol Conká, que foi eliminada com 99,17% de rejeição do público do BBB 2021. “Quando a gente fala para ter empatia com a Karol é para antes de falar que ela era aquele negócio que a galera estava dizendo, pensar na mãe dela, no pai e no entorno. Não é só uma pessoa que é afetada pela parada“, ressaltou.

No Encontro, o famoso youtuber ainda abriu o jogo sobre o seu tratamento contra depressão, diagnosticada há dois anos.

“[A doença] Te faz parar o que você está fazendo porque não consegue entender o que está acontecendo. O tempo todo sua cabeça fica perguntando: ‘O que é isso? Porque isso? Gosto tanto de viver. Gosto tanto de curtir, de conversar com as pessoas. Agora não quer ver as pessoas?’. Esse é o problema. Você não consegue conversar com as pessoas sobre isso, porque a galera não entende ou pensa que é frescura. Mas quando bate no calo da gente é que sentimos”, desabafou.

Guinho Santos
Guinho Santos é formado em Jornalismo e escreve sobre o universo das celebridades há dez anos. Reality show, bastidores da TV e novelas também são seus pontos fortes. Além disso, possui experiência como Social Media e apresentador. Seu canal na web é através do Instagram @guinhosantos__.
Veja mais ›