William Bonner fala da própria rotina e choca ao expor motivo de não ir à rua

William Bonner
William Bonner fala da própria rotina e choca ao expor motivo de não ir à rua (Imagem: Divulgação / Globo) 

William Bonner apresenta o Jornal Nacional diariamente e muitos o enxergam como aquele profissional exemplar, mas ele também tem sua rotina pessoal por trás das câmeras. O jornalista, em entrevista ao Altas Horas, confessou o medo de sair à rua nos últimos tempos.

Logo de cara, na conversa que rolou com Serginho Groisman nesse sábado (26), o âncora do JN contou que sua organização tem mudado ao passar dos anos:

Teve um tempo que eu me regrava a acordar bem cedo, pra levar filho para a escola, fazer atividade física e depois ir pra TV. Meus filhos cresceram e isso acabou, mas eu continuei mantendo essa rotina de exercícios”.

Bonner até citou a pandemia do novo coronavírus, mas disse que a maior causa de temer saídas públicas é o clima político hostil que toma conta do Brasil, por causa da polarização e de pessoas mais radicais:

Tenho que dizer que na pandemia… Menos por causa da pandemia e mais pelo crescimento do clima de hostilidade dessa polarização política maluca. Fui obrigado a frear um pouquinho as atividades físicas e me recolher. Sair pra rua, para minha corrida matinal, passou a ser uma tarefa de risco. Você não sabe se vai encontrar alguém que vai te hostilizar ou não. Por causa disso, vou ficando bochechudo. Eu tô meio fora de forma”.

Depois de citar arte, ciência, esporte e a informação como pilares essenciais para o brasileiro, o marido de Natasha Dantas entendeu que sua rotina anda monótona e se divertiu ao expor isso:

Dão sustentação ao cidadão num momento tão difícil como esses. Eu estou numa prisão domiciliar, como poderia dizer num juridiquês. Eu vou de casa para o trabalho e depois voltou para casa. Basicamente é isso que eu faço hoje em dia, há algum tempo”.

Por fim, William Bonner comentou a campanha “Fatos e Pessoas”, que tem mostrado áudios de familiares e conversas mais íntimas de quem trabalha no Jornal Nacional, com o intuito de conscientizar o público em tempos de pandemia:

Expor intimidades desses profissionais para o grande público. Na ideia de que se o público enxergasse cada um de nós como um ser humano que está vivendo a pandemia tanto como ele, não só noticiando. Passamos pelas mesmas coisas, temos os mesmos temores. Ninguém quer ser visto como super-herói. Não pretendemos e nunca quisemos ser. O objetivo foi nos humanizar aos olhos do público”.

Matheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›