Yudi choca ao revelar o que fazia de madrugada antes do Bom Dia & Cia

Yudi Tamashiro
Yudi Tamashiro falou sobre trabalho na emissora de Silvio Santos (Imagem: Reprodução – SBT / Montagem – RD1)

Yudi Tamashiro aparentava ser um menino exemplar na época que apresentava o Bom Dia & Cia, nas manhãs do SBT, mas só ele sabe o que fazia nas madrugadas antes de assumir o comando da atração.

A revelação foi feita no Superpop, da RedeTV!, nesta semana, e Yudi contou que chegava a ficar dias sem dormir. “Como eu trabalhava muito, o tempo que eu tinha, tinha que aproveitar”, explicou.

“Tenho das 23h às 5h, é o tempo que tenho para ficar louco e arregaçar tudo”, relembrou, deixando claro que nunca se envolveu com drogas, nem por curiosidade, apenas com bebida alcoólica.

Veja Também

“Com 17, 18 anos, está com pique. Ficava três dias virado direto, e sem droga, era só bebida. Melhorava e ia de novo. Saía da balada, pegava as meninas e levava para minha casa”, disparou.

E ainda surpreendeu ao revelar: “Deixava elas dormindo, voltava do programa, elas estavam na sala e eu: ‘qual seu nome mesmo, menina?’. Eu sem dormir e a gente saía de novo”.

“A minha mãe ficava louca. Ela não tinha mais controle, dizia ‘o que vai ser do meu filho?’. Ela dizia: ‘esse caminho não vai ter volta, uma hora tudo isso vai passar e a casa vai cair para você’. Deus me livrou de várias coisas”, disse ele.

Yudi Tamashiro contou ainda que costumava passar mal nos bastidores do programa: “Eu vomitava, cheguei num nível que chamava o desenho e corria pro banheiro para vomitar. Vi a minha vida indo pro ralo”.

Mesmo assim, ninguém na emissora desconfiava do motivo: “Pouca gente via, ninguém sabia o que eu ia fazer no banheiro. Eu voltava normal, isso é o mais impressionante. Essas coisas mexiam um pouco comigo”.

“Não me arrependo pois tudo o que vivi foi um forte testemunho e tudo o que eu passei serviu de exemplo para outros jovens. Tudo aquilo era uma forma de eu buscar uma felicidade por tanta cobrança, esforço e responsabilidade”, explicou.

“Meus pais largaram os empregos para viver a minha vida, eu precisava deles do meu lado. Eu sentia que tinha uma grande responsabilidade. Meus pais diziam: ‘você está aguentando? Se não, você pode largar tudo isso'”, recordou.

“Eu falava ‘esse é meu sonho’. Vim de uma família humilde, da comunidade, em São Vicente [litoral de SP], sabia que aquela era a oportunidade da minha vida. Eu bebia, ficava louco e achava que estava vivendo”, disse o apresentador.

“Hoje eu sei o que faço e o que quero do meu futuro. Antes eu só queria amenizar a dor que eu sentia. Tudo isso serviu para eu evoluir”, finalizou.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Lucas Medeiros
Redator Publicitário e Gestor de Marcas. Formado em Comunicação Social pela UFRN, escreve desde 2011 sobre o universo televisivo, séries, filmes e novas mídias de forma conectada com as tendências da atualidade.
Veja mais ›