Zezé Di Camargo vai na contramão dos artistas e oferece parceria a Sérgio Reis

Zezé Di Camargo e Sérgio Reis
Zezé Di Camargo vai na contramão dos artistas e oferece parceria a Sérgio Reis (Imagens: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

Sérgio Reis foi duramente criticado após ameaças ao STF (Supremo Tribunal Federal) e vários artistas cancelaram a parceria num novo CD que seria gravado. Zezé Di Camargo foi na contramão dos colegas de profissão e ofereceu sua companhia musical ao veterano num possível novo álbum musical.

Maria Rita, Guilherme Arantes, Zé Ramalho, Anastácia e Guarabyra desistiram de cantar com Sérgio, depois das falas antidemocráticas que foram amparadas pelos apoiadores de Jair Bolsonaro. Em entrevista ao G1, inclusive, o filho do cantor de 81 anos, Marco Bavini, afirmou que “o disco não existe mais”.

Zezé publicou uma série de vídeos nos Stories do Instagram e declarou seu apoio ao intérprete de O Menino da Porteira, inclusive colocando sua legião de fãs nessa iniciativa:

Sergião, você não está sozinho. O Brasil está com você. O que estão fazendo com você é de uma crueldade sem tamanho. Acho que as pessoas não entenderam ainda que a vontade do povo prevalece você é um homem do bem. Você é um homem que conheço há muitos anos, só fez o bem. Bem pra música sertaneja, pras pessoas que mais necessitam”.

O pai de Wanessa Camargo declarou que os sertanejos deveriam apoiar Sérgio Reis nessa polêmica, pela contribuição do senhor de 81 anos na cultura desse gênero musical:

E se realmente aconteceu isso de alguns artistas cancelarem a participação do seu DVD, eu me colocarei aqui à disposição. Eu quero participar, cantar uma música com você. E deixo um recado também pra meus amigos sertanejos. É hora de a gente pegar o Serjão e colocar no colo, que nem ele colocou muita gente”.

Zezé Di Camargo finalizou o depoimento cobrando uma gratidão dos músicos e deixando claro qual é o seu lado nesse conflito polêmico:

Quando a música sertaneja precisava de apoio, que era menosprezada, o Sérgio Reis deixou uma carreira lá que ele tinha vitoriosa na Jovem Guarda e virou um cantor sertanejo. Desde então, vestiu a indumentária do sertanejo, e sempre está conosco”.

Matheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›