Aliança de Record e SBT com Bolsonaro causa mal estar e leva âncora ao choro

Bolsonaro
Descontente com ordens de apoio a Jair Bolsonaro, Adriana Araújo pediu afastamento do Jornal da Record (Imagem: Reprodução / Record)

Principais aliadas do governo de Jair Bolsonaro, SBT e Record estão seguindo uma orientação vinda de seus respectivos donos, Silvio Santos e Edir Macedo, para que o jornalismo mantenha-se aliado aos pensamentos e as ações do Palácio do Planalto.

De acordo com a coluna de Flávio Ricco, do UOL, as ordens expressas, no entanto, não tem agradado tanto os profissionais nas redações; estes estão se mostrando reticentes a concordar com as decisões tomadas pelo executivo.

Nos corredores da Barra Funda, por exemplo, circula o rumor que, descontente com a linha editorial do canal, a apresentadora do Jornal da Record Adriana Araújo chegou a deixar a bancada aos prantos no último dia 21, desfalcando o noticiário no dia seguinte.

Coincidência ou não, Janine Borba está à frente do telejornal desde então, dividindo a bancada com Sergio Aguiar; Celso Freitas por afastado por pertencer a um dos grupos de risco da covid-19, o de idosos. O clima pesado teria abalado emocionalmente Adriana, que teria pedido o afastamento da ancoragem do telejornal.

Cabe lembrar que Record e SBT são as emissoras favoritas no que tange a depoimentos de Jair Bolsonaro sobre o governo. Enquanto isso, o Presidente da República investe em uma narrativa de perseguição contra ele, “articulada” por Globo e outros veículos, como o jornal Folha de São Paulo.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

ALERTAS GRATUITOS