Após 25 anos, Denise Fraga retorna às novelas da Globo em Um Lugar ao Sol

Denise Fraga
Denise Fraga vai integrar o elenco da nova trama global (Imagem: Fábio Rocha / Globo)

Quem estava com saudades de ver Denise Fraga nas novelas, já vai poder matar um pouco em breve. É que a atriz vai fazer parte da próxima novela das 21h, Um Lugar ao Sol.

Na trama, Denise, que estava afastada dos folhetins da Globo há 25 anos, vai viver Júlia, uma cantora fracassada, mãe do personagem de Gabriel Leone, Felipe, e filha da psicanalista Ana Virgínia (Regina Braga).

Ao total, Denise atuou em seis novelas: Bambolê, em 1987; Barriga de Aluguel, em 1990; Éramos Seis, no SBT, em 1994; Sangue do Meu Sangue, também no SBT, em 1995; Uga Uga, na Globo, em 2000, e fez uma participação em A Lei do Amor (2016).

Na emissora carioca, a artista participou de quatro minisséries, foram elas: O Primo Basílio (1988), A, E, I, O… Urca (1990), O Auto da Compadecida (1999) e Queridos Amigos (2008).

Com a comédia na veia, Denise participou de vários programas humorísticos na TV, entre eles TV Pirata, Zorra Total, Norma, A Mulher do Prefeito e Três Teresas.

Para quem não sabe mais detalhes do enredo, a história passa pelos irmãos gêmeos Christian e Christofer (Cauã Reymond), que são separados ainda bebês após a morte da mãe no parto, em Goiânia.

Com isso, Christofer será adotado por um casal do Rio de Janeiro e ganhará o nome de Renato pelos pais adotivos. Christian, por sua vez, é deixado em um abrigo pelo pai biológico.

Por conta da separação, os irmãos vão crescer com realidades de vidas completamente diferentes, além de personalidades, sem saber da existência um do outro. O destino deles será mudado após eles se cruzarem por conta de uma tragédia.

Christian, então, assume o lugar do irmão a partir deste momento. A autora Lícia Manzo explicou sobre o motivo de trazer a temática ao folhetim:

“No momento em que o abismo que separa pobres e ricos no Brasil é tamanho, me parece um desafio oportuno dar protagonismo a Christian, socialmente excluído e invisível, e Renato, seu extremo oposto”.

A direção artística fica por conta de Maurício Frias, que retorna à dramaturgia da Globo após ficar 20 anos à frente de séries e programas de humor na emissora.

Fiquei muito feliz quando fui convidado para dirigir a novela da Lícia porque ela era uma das autoras que eu tinha vontade de trabalhar. Adoro fazer novelas e espero, nesse projeto, conseguir unir a experiência que tenho na dramaturgia com os anos no humor”, disse.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›