Após mais de 15 dias, RedeTV! faz acordo com a Justiça e encerra paralisação

RedeTV!
RedeTV! encerra paralisação em sua sede após duas semanas (Imagem: Reprodução / RedeTV!)

A RedeTV! assumiu um acordo com o TRT-SP (Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo) na última quarta-feira (15) e colocou fim ao pesadelo dos acionistas da emissora, após mais de quinze dias de paralisação dos seus funcionários.

Os profissionais não deixaram a greve de lado, mas voltaram ao trabalho depois que a RedeTV! garantiu a permanência dos grevistas em seu quadro de funcionários. A informação é do Notícias da TV e confirmada pelo Sinrad (Sindicato dos Radialistas do Estado de São Paulo).

O desembargador Valdir Florindo, vice-presidente do TRT-SP, intermediou a situação entre o canal e os profissionais. O sindicato aprovou a volta ao trabalho em uma assembleia na tarde de ontem.

O TRT-SP sugeriu a retomada das negociações e o fim da paralisação, mas com a certeza de estabilidade de todos os trabalhos que aderiram ao movimento de greve. A alta cúpula da RedeTV! concordou com a sugestão.

Um ato definido para esta quinta-feira (16) na sede da RedeTV! foi cancelado. “A estabilidade não é nenhuma concessão, ela é fruto da luta direta dos trabalhadores que, junto com seu Sindicato, se mantiveram firmes na greve por mais de duas semanas. Seguimos juntos e firmes na luta do conjunto da classe trabalhadora”, informou o Sinrad.

A RedeTV!, em tom crítico, disse que “não fez nenhum acordo nos moldes divulgados pelo Sindicato”, mas que atendeu “uma cláusula de paz, que implica a suspensão da greve, para que sejam retomadas as tratativas”. A greve na emissora começou no dia 31 de agosto.

Confira a nota na íntegra:

“Greve na RedeTV!: A greve foi só suspensa, mas a luta continua

Fruto da luta, os trabalhadores na RedeTV! garantiram estabilidade no emprego, e a luta segue em defesa dos direitos e pelo devido aumento salarial

No dia de hoje, 15/9, os trabalhadores na RedeTV! decidiram em assembleia junto com o Sindicato dos Radialistas de SP suspender temporariamente a greve. Foi decidido manter o estado de greve e, se a direção da emissora continuar fugindo de pagar o devido aumento salarial e não respeitar os direitos da Convenção Coletiva de Trabalho, a paralisação volta imediatamente.

O vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo propôs a retomada das negociações, a suspensão da paralisação, mantendo o estado de greve, condicionado à garantia de estabilidade de todos os trabalhadores e a direção da RedeTV! concordou com a proposta, mas só isso não basta é preciso pagar o que deve e respeitar os direitos.

Por isso, a decisão da assembleia é de se manter em mobilização permanente e, caso a direção a Rede TV fuja da legítima pauta de reivindicações, a greve voltará imediatamente.

A estabilidade não é nenhuma concessão, ela é fruto da luta direta dos trabalhadores que, juntos com seu sindicato, se mantiveram firmes na greve por mais de duas semanas.

Com a suspensão da greve, o ato de solidariedade marcado para amanhã, dia 16/9, também foi suspenso, agradecemos a todos os companheiros dos sindicatos, centrais, movimentos populares que demonstraram sua solidariedade à nossa greve.

Seguimos juntos e firmes na luta do conjunto da classe trabalhadora.”

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›