Após morte de Marília Mendonça, projeto “Patroas” deve continuar

Marília Mendonça
Após morte de Marília Mendonça, projeto “Patroas” deve continuar (Imagem: Reprodução / Instagram)

Mesmo com a partida de Marília Mendonça, que foi vítima de um acidente aérea na última semana, o projeto Patroas, que era encabeçado por ela e pela dupla Maiara e Maraisa, deve continuar.

Nas redes sociais, o produtor Junior Campi relembrou o quanto a sertaneja era uma profissional dedicada e deu pistas de que pretende dar sequência ao projeto.

“Nossa líder. Nossa cabeça pensante em tudo”, escreveu, referindo-se a Marília. “Maiara e Maraisa, Deus vai nos abençoar e nos dar forças para levarmos o projeto Patroas pra frente”, continuou.

“Ela vai olhar lá de cima e ter orgulho do que estava sendo a maior realização da vida dela”, completou músico, que atuava como baterista da artista.

Marília, cabe recapitular, morreu na última sexta-feira (5), aos 26 anos. A sertaneja estava à bordo de um King Air C90A que caiu nos arredores da cachoeira da Piedade, próximo ao Aeroporto de Ubaporanga, em Minas Gerais.

“O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que nesta sexta (5), ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais”, disse a nota do Corpo de Bombeiros.

Além da sertaneja, mais quatro pessoas estavam a bordo da aeronave, um bimotor Beech Aircraft. Dois assessores, o piloto e o copiloto.

Em um primeiro momento, a assessoria de imprensa da artista informou que ela tinha sido resgatada com vida, mas a informação se provou falsa momentos depois. Ela estava desacordada dentro do avião durante todo o período e, quando o resgate a localizou, ela estava sem vida.

O acidente ocorreu na BR 474, próximo à Pousada Rodrigo Godinho, zona rural Piedade de Caratinga, em Minas Gerais. O socorro foi pedido por volta de 15h30.

A cantora nasceu em Cristianópolis (GO) em 22 de julho de 1995. A famosa surgiu como ícone do “feminejo” em 2016, com sucessos como Infiel, Supera e Eu Sei de Cor. Antes, ela já era compositora de sucessos do sertanejo.

Confira:

Marília Mendonça
Após morte de Marília Mendonça, projeto “Patroas” deve continuar (Imagem: Reprodução / Instagram)

MAIS LIDAS

Álvaro Penerotti
Álvaro Penerotti sempre foi bastante engajado a tudo que envolve o mundo da TV e Famosos. Com intensa vivência na área de jornalismo e mídias sociais, já trabalhou em rádio e também em importantes veículos de comunicação na web. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @AlvaroPenerotti.
Veja mais ›