Audiência da TV: O Que a Vida me Roubou salva tarde do SBT de vexame total

O Que a Vida me Roubou
Angelique Boyer (Montserrat) e Sebastián Rulli (Alessandro) em O Que a Vida me Roubou; reprise da faixa Novelas da Tarde salva audiência do SBT (Imagem: Divulgação / Televisa)

A mexicana O Que a Vida me Roubou, em reprise no bloco Novelas da Tarde, consolidou a 4ª maior audiência do SBT nesta segunda-feira (1°) – atrás apenas de Roda a Roda Jequiti, As Aventuras de Poliana e Cúmplices de um Resgate (2015). A novela impulsionou os índices da tarde, abalados após as sucessivas e infrutíferas mudanças realizadas por Silvio Santos no Triturando.

O Que a Vida me Roubou acumulou 6 pontos, conforme dados aferidos na Grande São Paulo. O folhetim estrelado por Angelique Boyer (Montserrat) e Sebastián Rulli (Alessandro) fechou em terceiro lugar, mesmo ampliando consideravelmente os números da emissora.

Antes de ‘Vida’, o Primeiro Impacto de Dudu Camargo, Marcão do Povo e Márcia Dantas alcançou 3,4 de média. O Bom Dia & Cia, contando apenas com desenhos, amealhou 4,8. O Casos de Família com Christina Rocha, na faixa antes reservada ao Triturando, anotou apenas 3,6 pontos. O Triturando de Ana Paula Renault, Chris Flores, Flor Fernandez e Gabriel Cartolano atingiu somente 3,9 de média.

Após O Que a Vida me Roubou, Betty, A Feia em NY consolidou 5,7 pontos. Mesmo índice do SBT Brasil, com Marcelo Torres e Rachel Sheherazade, e do Programa do Ratinho. Entre estas duas atrações, 8,7 do Roda a Roda Jequiti, 8,6 com As Aventuras de Poliana e 7,3 para Cúmplices de um Resgate.

Na madruga, embora vice-líder, o SBT amargou baixos índices. Edições inéditas do Conexão Repórter e do The Noite com Danilo Gentili registraram apenas 3,6 e 2,3 de média, respectivamente. Em seguida, 2,3 do Operação Mesquita, 1,8 com a reapresentação do Roda a Roda, 1,5 para SBT Brasil em horário alternativo, 1,4 das lutas do WWE Raw e 1,8 com o Primeiro Impacto de terça-feira (2).

Cabe lembrar que, nos 30 primeiros capítulos, a reprise de O Que a Vida me Roubou emplacou 5,8 pontos. Menos do que as antecessoras Meu Coração é Teu (6,4), também em reexibição, e A Que Não Podia Amar (6,7). E empatada com outro título protagonizado por Angelique Boyer, Teresa.

CONTINUE LENDO →

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.

ALERTAS GRATUITOS