Autora de Amor de Mãe admite erros e comemora final

Amor de Mãe
Autora de Amor de Mãe, Manuela Dias comenta sobre a novela (Imagem: Divulgação / Globo)

Com o fim de Amor de Mãe nesta sexta-feira (9), Manuela Dias abriu o jogo sobre o trabalho que a novela das 21h deu para ela ao longo dos últimos meses. A escritora admitiu erros na trama estrelada por Regina Casé, Adriana Esteves e Taís Araújo, mas celebrou o desfecho da trama.

Em entrevista ao jornalista Zean Bravo, do jornal Extra, Manuela Dias contou que escreveu 4.500 páginas, o equivalente a três Bíblias, e fez uma confissão: fazer a novela mudou radicalmente sua vida:

“Poder dizer que me identifico com cada letra do que escrevi é o mais importante. Certamente errei ao longo do processo e, aliás, que bom que errei! A perfeição é o fim, a morte, minha meta é emocionar. E posso dizer que fui em todas as bolas, me empenhei em todas as cenas. Feliz que está acabando”.

A autora de Amor de Mãe falou sobre a despedida da história de Lurdes, Thelma e Vitória, e contou que não tem problemas com a saudade. “Sempre estive em movimento. A saudade é uma presença que a gente traz com a gente. Isso tudo para dizer que… Estou feliz que está acabando! Além do mais, estou desde dezembro escrevendo duas novas séries, uma sobre a Guerra de Canudos, e Justiça 2. Então, a criatividade está escoando”, afirmou.

Para Dias, “escrever a novela foi sensacional” e que “não existe uma palavra que dê conta desse balanço”. “É muito tempo, sonho, empenho, cansaço e superação física”, listou a contratada da Globo, que precisou reescrever a novela por causa da pandemia.

A namorada de Murilo Benício destacou a importância dos personagens em sua vida. “Camila [Jéssica Ellen] acorda todo dia pra mudar o mundo. Eu sou assim também. Espero chegar aos 80, 90 anos tentando mudar o mundo e usando a dramaturgia para isso. Assim como a Camila usa as aulas dela”, comparou.

“Também sou o Davi [Vladimir Brichta], a Vitória [Taís Araujo], a Thelma, o Álvaro [Irandhir Santos]. Ai, como me divirto sendo Álvaro e Thelma! Uma coisa fantástica da dramaturgia é isso: a gente pode ser mau, pode ser fraco, errar, chorar, sentir coisas e tudo de forma vicária, indireta”, declarou.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›