Band demite repórter que levou cuspida e promove queridinho de Datena

Band
Elisângela Carreira foi demitida da Band (Imagem: Reprodução / Instagram)

A boa repórter Elisângela Carreira, aquela que virou notícia em outubro do ano passado após levar uma cuspida de um indivíduo e revidar à altura, foi demitida da Band na tarde desta quinta-feira (05).

Sem o ar de comemorações e elogios que embalou a ação da profissional naquela ocasião, a jornalista foi informada por Simão Scholz, editor-chefe, que a partir da presente data não faz mais parte do quadro de repórteres do Brasil Urgente e do canal.

No lugar de Elisângela fica Felipe Garraffa, que já vinha dando expediente no policialesco desde a semana passada. Felipe é um dos queridinhos de José Luiz Datena, com quem trabalhou no Agora é com Datena, aos domingos. Desde o fim do programa, Garraffa estava a serviço da Rádio Bandeirantes.

A saída de Elisângela Carreira, convém ressaltar, não teria partido do titular do Brasil Urgente, mas dos seus superiores.

Além de Felipe Garraffa, o jornalístico vespertino segue com os serviços de Lucas Martins, Marcelo Moreira, César Cavalcante, Lívia Zuccaro, Déborah Lopes, Carla Ramil e Sandra Redivo. Novos “ajustes”, porém, não estão descartados.

Há anos o Brasil Urgente tornou-se a maior audiência da Band. Atualmente, com médias entre 5 e 6 pontos, o programa tem beliscado a segunda e terceira colocações com certa frequência na Grande São Paulo.

João Paulo Dell Santo consome TV e a leva a sério desde que se entende por gente. Em 2009 transformou esse prazer em ofício e o exerceu em alguns sites. No RD1, já foi colunista, editor-chefe, diretor de redação e desde 2015 voltou a chefiar a equipe. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @jpdellsanto ou pelo email jpdellsanto@rd1.com.br.

WordPress Lightbox