BBB 2021: Hadson Nery se compara a Lucas Penteado e diz que sofreu do mesmo mal

Hadson Nery
Hadson Nery afirmou que também passou por tortura psicológica no BBB 2020 (Imagem: Reprodução / Instagram)

Acompanhando o BBB 2021, Hadson Nery resolveu resgatar o que viveu no BBB 2020 e comparar as situações. No Instagram, o ex-brother postou a foto da cena em que as mulheres da edição se reúnem para tirar satisfação com ele.

Confira tudo sobre o BBB 2021 na cobertura do RD1

“Então, o que podemos relacionar esse momento da foto, com o momento que hoje está acontecendo no BBB21? Passei ou não uma tortura psicológica pior que a da que está acontecendo hoje? Foi tão pior, que não entrei na casa, adestrado como muitos estão lá”, iniciou o ex-jogador.

Os lacradores não se percebem, não sentem jamais o que as pessoas que passam por esse momento sentem. A pessoa em questão hoje, já lida com a fama, as pessoas conhecem e sem dúvida tem muito mais o que perder do que eu tinha na minha edição. Não corri para os cantos, o Brasil não teve piedade, sabem o motivo? Eu sou visto como homem quase branco, machista, sem noção das coisas, grandão que quer meter medo”, analisou Hadson.

Na tentativa de defesa, o ex-brother, que ficou conhecido como Hadballa, ainda continuou: “Não me furtei ao bom combate e não me furto até hoje. Quem ali na casa me cercou para me intimidar e até hoje me vende de forma errada, tem sim seus monstros e lá e cá paga pelas suas injustiças. Nunca desejei nada de ruim para ninguém, mas os lacradores nunca só estiveram nas redes não, dentro da casa eles existiam, mas não eram vistos assim”.

“Hoje parece que o Brasil acordou, mas não vão concordar comigo, principalmente por não darem o braço a torcer para o Grandão sem medo! Hoje será que algumas pessoas que estavam lá dentro, sabem o que é isso? O que os pais passam aqui fora, a família e os amigos? Sinto uma campanha para caçar lacradores. Nunca conseguiram, e não vão conseguir”, afirmou Nery, que foi o terceiro eliminado do BBB 2020.

“O bicho homem é torto, pecador e só se incomoda com a sua barriga! Nesse país gostar de mulher, ter posição, ser homem quase branco é pecado mortal! As causas femininas e dos negros, parecem que no momento estão sendo esquecidas. Parece muito doido não é? Mas doido é só o Hadballa“, finalizou.

Carol BittencourtCarol Bittencourt
Caroline Bittencourt é jornalista, pós-graduada em Comunicação e Design Digital. Atua como redatora e produtora de conteúdo para redes sociais. Apaixonada por séries e filmes, adora passar o tempo na Netflix. Está nas redes sociais no @bittencourt.caroline.
Veja mais ›