Bolsonarista, Sérgio Reis prepara manifestação com caminhoneiros

Sérgio Reis
Sérgio Reis organiza apoio com caminhoneiros a Bolsonaro (Imagem: Reprodução – SBT – Globo / Montagem – RD1)

Em vídeo, Sérgio Reis comunicou uma manifestação com o movimento dos caminhoneiros, agricultores e líderes do setor em favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e sugeriu uma intervenção dos militares após o movimento que definido por ele como assustador, mas de paz.

“Nós fizemos uma reunião em São Paulo com líderes do Brasil, caminhoneiros e agricultores. Estamos fazendo um movimento clássico, sem agressões, sem nada. Queremos dar um jeito de movimentar esse país”, afirmou. “Sem tumulto”, reforçou. “Vamos ficar lá, vamos acampar, vai ter um galpão de refeições”, continuou.

Os líderes, do movimento, por sua vez, saíram em busca de uma autorização legal para o evento. “Para fazer uma coisa séria, para que o governo tome uma posição, o Exército tome uma posição, mas se o povo não tomar essa posição, nada vai”, informou Sérgio Reis, que frisou:

“Vocês vão se assustar com o movimento, mas a gente é da paz. Não aceito mais a situação que está o nosso país”.

Na última quinta-feira (12), Reis chocou a internet com declarações pesadas: “Nós vamos parar 72 horas. Se não fizer nada, nas próximas 72 horas ninguém anda no país. Vai parar tudo. Não é só Brasília, é o país”.

“Nada nunca foi igual ao que vai acontecer. Se eles [os ministros do STF] não atenderem ao nosso pedido, a cobra vai fumar”, ameaçou.

Confira a repercussão na web:

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›