Bruno Mazzeo faz desabafo emocionado sobre morte do irmão, Cícero Chaves

Bruno Mazzeo
Bruno Mazzeo fez um desabafo sobre a morte do irmão (Imagem: Glauco Firpo / Globo)

Bruno Mazzeo usou o seu perfil do Instagram para fazer um desabafo emocionado sobre a morte do irmão Cícero Chaves, que faleceu aos 39 anos neste domingo (04). A causa da morte ainda não foi divulgada pelos familiares.

“Meu amado irmão, que por tantos anos foi o caçula. Meu afilhado. Mais uma saudade daquelas que sei que não vai passar e com a qual vou ser obrigado a conviver”, escreveu o humorista, que publicou um carrossel de fotos em seu Instagram.

Nas imagens publicadas, o ator e Cícero ainda aparecem crianças e na última, já adultos, posam com o pai, Chico Anysio (1931-2012).

“A vida nem sempre (ou quase nunca) faz sentido. Ficamos por aqui, tentando não entendê-la, mas levá-la da melhor forma possível, emanando sempre o bem, o amor, porque nunca sabemos o dia de amanhã”, seguiu Bruno Mazzeo na postagem.

Por fim, o artista declarou: “Fico com a dor de saber que nunca mais vou ouvir a sua voz, já grossa, me chamando de ‘dindo’. Descansa, Cícero. Que, a essa hora, já deve estar no colo gostoso do nosso papai. Até um dia”.

A notícia da morte de Cícero Chaves foi divulgada nas redes sociais por Nizo Neto, irmão do músico. Abalado, o ator lamentou por meio de um post a partida precoce.

“Diante do cenário macabro em que vivemos, com milhares de mortes sendo esfregadas na cara diariamente, deparar com a ida repentina de um irmão de 39 anos é mais que devastador”, iniciou o artista.

“Embora não muito próximos fisicamente — nossa família tem disso — Cícero sempre foi um irmão querido, extremamente carinhoso e talentoso e que vai deixar um buraco enorme em nossos corações, mas que vai sempre tem um lugarzinho pra ele. Vá com Deus, meu irmão!”, completou.

Cícero, cabe destacar, trabalhava como DJ e era dono de sua própria gravadora, a 11Hz Recordings. De acordo com informações do jornal O Globo, ele teria chegado às 2h da manhã em casa após passar por um período fora. Posteriormente, fez um pedido de comida por delivery e foi até a portaria para pegar.

Depois disso, passou alguns instantes conversando com o porteiro e, por volta das 3 horas da manhã, desmaiou e veio a óbito.

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]
Veja mais ›